Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


À venda por R$ 1 bi ou mais: Fox Sports sobe no ibope e já 'dá' uma RedeTV

Coutinho disputa lance com atleta do Getafe, pelo Espanhol; direitos de exibição são da Fox Sports - REUTERS/Susana Vera
Coutinho disputa lance com atleta do Getafe, pelo Espanhol; direitos de exibição são da Fox Sports Imagem: REUTERS/Susana Vera
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

14/05/2019 08h46

Como a maioria dos amantes de esportes já sabe, a Disney Company terá de vender os canais Fox Sports no Brasil, por determinação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

Isso porque a Disney já é dona dos canais ESPN e o Cade não permite tal concentração econômica num só setor.

A venda deve ser concluída até o final deste ano, segundo apurou o UOL Esporte. O Cade, no entanto, deu prazo até o final de 2020 para a conclusão da venda.

Enquanto as negociações para venda avançam em sigilo, a Fox Sports dispara em audiência em 2019. No universo da TV paga a emissora esportiva já tem um ibope equivalente ao de uma emissora aberta como a RedeTV.

Entre janeiro e abril deste ano, segundo dados consolidados da Kantar Ibope Media obtidos pela coluna, a Fox Sports já cresceu mais de 44% em audiência, graças a eventos como a Libertadores.

Em janeiro a Fox Sports registrou média de 0,34 ponto. No mês passado esse índice já chegou a 0,51. Ela é hoje o 11º canal mais sintonizado na TV paga no Brasil e tem mais ou menos o mesmo índice de ibope que a RedeTV --que é uma emissora aberta.

O SporTV (Globo) lidera não só o segmento esportivo, mas, em abril, também foi o canal pago mais visto do país: fechou com 0,95 ponto, um centésimo de ponto a mais que o Discovery Kids.

A ESPN, por sua vez, terminou o mês passado na 26ª posição do ranking da TV por assinatura, com 0,30 ponto.

Nessa medição, que afere exclusivamente o ibope em aparelhos de TV por assinatura, cada ponto equivale a cerca de 115 mil domicílios. O cálculo açambarca as 15 maiores regiões metropolitanas do país, e a faixa medida é entre 7h e 0h.

A Fox Sports é detentora, entre outros eventos, da Libertadores, do Argentino, da Europa League e o novo basquete Brasil.

Nem Disney nem a empresa Pyne --contratada para mediar a venda-- falam sobre valores.

No entanto, especialistas do mercado ouvidos nos últimos dias sob anonimato pela coluna, estimam que a venda deve chegar a R$ 1 bilhão. Ou mais ainda.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que este texto informou anteriormente, a Fox Sports não exibe o Campeonato (Liga) Espanhol. Só o canal Fox Premium. O texto foi corrigido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL