Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Aos 88 anos "fenômeno" Silvio Santos é vice isolado em ibope no país

Lourival Ribeiro/SBT
O apresentador Silvio Santos, vice-líder de ibope em quase todo o país Imagem: Lourival Ribeiro/SBT
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

2019-05-30T10:35:22

30/05/2019 10h35

Por brincadeira alguns funcionários do SBT provocam que seu "patrão", Silvio Santos, deveria tentar se inscrever no Guinness Book. Afinal, dizem, deve ser um dos apresentadores mais longevos em atividade e com a maior público na TV mundial.

Brincadeiras à parte, Silvio, 88 anos, é de fato um fenômeno, como confirmam dados de audiência do Painel Nacional de Televisão, obtidos pela coluna por terceiros (a Kantar não pode divulgá-los por questões contratuais com as emissoras)

Em 2019, até o dia 19 de maio, o "Programa Silvio Santos" é vice-líder isolado em audiência em 10 das maiores regiões do país.

Silvio é vice-líder isolado há anos também no PNT. Só fica atrás da Globo e à frente da Record (veja números abaixo)

As únicas capitais em que o "PSS" fica em terceiro lugar, atrás da Record, são: Porto Alegre, Curitiba, Distrito Federal, Goiânia e Vitória. Sua menor pontuação está no Sul do país (em Floripa, 8,7 pontos; e Porto Alegre (9,0 pontos); em Vitória ele tem 8,9 pontos, e no DF, 9,0 pontos.

Nas três praças financeiramente mais importantes para o mercado publicitário --São Paulo, Rio. e Belo Horizonte-- o dono do SBT é vice-líder com certa folga.

Veja abaixo a audiência de Silvio Santos pelo país
Em pontos, share (%) e posição no ranking de ibope

PNT - 11,0 pontos e 18,9% (2º)
São Paulo - 11,5 e 18,3% (2º)
Rio - 11,4 e 19,7% (2º)
BH - 11,1 e 20,7% (2º)
Salvador - 11,4 e 22,9% (2º)
Recife - 10,6 e 20,8% (2º)
Campinas - 9,1 e 16,3% (2º)
Belém - 12,5 e 19,8% (2º)Manaus - 11,7 e 18,7% (2º)
Floripa - 8,7 e 15,5% (2º)
Porto Alegre - 9,0 e 14,8% (3º)
Curitiba - 10,4 e 17,6% (3º)
Goiânia - 11,9 e 22,5% (3º)
Vitória - 8,9 e 17,3% (3º)
Distrito Federal - 9,0 e 15,5% (3º)

Fonte: Dados consolidados entre janeiro e 19 de maio de 2019

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops