Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Apresentadora brasileira tenta pela 2ª vez escalar montanha K2

Karina Oliani à caminho do cume do monte K2, na fronteira entre o Paquistão e a China - Pitaya/Divulgação
Karina Oliani à caminho do cume do monte K2, na fronteira entre o Paquistão e a China Imagem: Pitaya/Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

24/07/2019 00h09

A apresentadora, médica e alpinista Karina Oliani começou hoje de manhã no Paquistão (ontem à noite no horário do Brasil) sua 2ª tentativa de escalar a montanha K2, considerada a mais difícil e mortal do mundo.

Karina está gravando toda a expedição no K2 para um documentário que pretende exibir em TV ou streaming (por sua produtora, a Pitaya).

Ela fez a primeira tentativa na semana passada, mas uma avalanche interrompeu tudo, arrastou consigo cordas essenciais na escalada e ainda feriu seu "sherpa" (guia), mas sem gravidade.

"Estávamos há cerca de 600 metros do cume, e a 8.000 metros de altitude. Se não tivesse ocorrido a avalanche, em aproximadamente cinco horas chegaríamos ao topo", disse Oliani à coluna, em mensagem de texto.

Segundo ela na semana passada havia cerca de 120 alpinistas tentando a façanha de escalar o K2. Ninguém conseguiu ainda em 2019.

Desses, mais de 100 desistiram da empreitada e voltaram para casa. Só 15 ficaram. Entre esses está a brasileira.

Karina já escalou o Everest duas vezes (entre outras montanhas), pilota helicópteros (é especialista em resgate em locais difíceis) e saltou de pára-quedas pela primeira vez aos 12 anos, além de ser mergulhadora profissional.

Ela já apresentou e exibiu quadros e grandes reportagens de aventura no "Fantástico" e no "Esporte Espetacular", na Globo.

Também foi guia de um reality show de sobrevivência no Discovery Channel, o "Desafio Celebridades".

A montanha K2 está localizada numa das regiões mais inóspitas da Terra. Só foi descoberta e mapeada por cientistas e geógrafos em 1904. Os primeiros alpinistas que a escalaram foram italianos, e isso só ocorreu em 1954.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops