Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Ibope da TV: Em 2019, só Record e RedeTV crescem em audiência

Cena de "Topíssima", novela da Record, que está ajudando a audiência da emissora em horário nobre - Blad Meneghel/Record
Cena de "Topíssima", novela da Record, que está ajudando a audiência da emissora em horário nobre Imagem: Blad Meneghel/Record
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

10/08/2019 06h03

Dados consolidados de audiência entre 7h e 0h (horário comercial da TV), e também nas 24 horas do dia, apontam que só RedeTV e Record crescem em audiência no 1º semestre de 2019 no país, na comparação com o mesmo período no ano passado. Os dados são exclusivos desta coluna.

Das 7h à 0h a Record fica à frente do SBT (7,0 x 6,5). No entanto, perde nas 24 horas do dia: SBT 5,6 x 5,1 Record.

A RedeTV cresceu 12% entre 7h e 0h (de 0,6 ponto para 0,7).

Nessa faixa a Record passou de 6,7 pontos para 7,0 (+4%); o SBT, de 6,6 para 6,5 pontos (-2%).

A líder Globo caiu de 17,2 pontos para 15,5 pontos (-10%). No entanto, como podem ver, ela ainda tem mais pontos que TODAS as demais emissoras abertas somadas.

A Band não caiu em pontos (ficou na mesma, em 1,5), mas perdeu share: -2%. Share é a participação de cada emissora no universo de TVs ligadas.

A TV por assinatura (canais pagos) foi quem amargou a maior queda no primeiro semestre das 7h à 0h: 8% (de 8,1 para 7,5 pontos). Nas 24 horas do dia caiu de 6,8 para 6,3 pontos.

A TV por assinatura segue sofrendo uma sangria de assinantes. Já perdeu mais de 3 milhões deles nos últimos 5 anos e atingiu o menor patamar em junho (últimos dados disponíveis): 16,7 milhões.

Nessa medição, que é chamada pela Kantar Ibope Media de Painel Nacional de Televisão (PNT), cada ponto equivale a cerca de 254 mil domicílios ligados.

Entre 7h e 0h o total de TVs ligadas no Brasil manteve-se quase estável (46% em 2018 e 45% este ano). Nas 24 horas do dia também (38% em 2018 e 37% em 2019).

Por faixas horárias e em SP

Por faixas horárias o SBT fica à frente da Record de manhã, no horário nobre e durante as madrugadas.

Além disso, conforme esta coluna informou na semana passada, em São Paulo --a principal e maior praça da publicidade--, o SBT registrou a maior diferença em relação à Record em 1 ano na medição das 24 horas (6,4 x 4,9 pontos).

E, como já dito acima, no PNT, nas 24h, o SBT também leva vantagem (5,6 x 5,1).

A Globo perdeu público em absolutamente todas as faixas horárias, tendo como "destaque" negativo o horário nobre (-12%).

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Ricardo Feltrin