Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Com crise econômica, Silvio lança "promoção" com SBT e hotel no Guarujá

Silvio Santos, dono do SBT e do resort Jequitimar, no Guarujá - Reprodução/ SBT
Silvio Santos, dono do SBT e do resort Jequitimar, no Guarujá Imagem: Reprodução/ SBT
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

13/08/2019 07h47

Em meio à crise econômica, fuga de anunciantes e retenção das verbas publicitárias federais pelo governo Bolsonaro, Silvio Santos criou uma alternativa até certo ponto simplória para tentar atrair mais espaço de propaganda para o SBT e clientes para seu hotel 5 estrelas no Guarujá.

Ele lançou uma nova promoção: as empresas que fizerem convenções, congressos ou eventos no resort Jequitimar terão todo o dinheiro gasto com o evento "devolvido" em inserções publicitárias no SBT.

A medida parece tentar ajudar muito mais ao hotel litorâneo 5 estrelas do que ao SBT, já que a estimativa é que a emissora fature algo em torno de R$ 1 bilhão anuais, enquanto esse tipo de evento movimenta uns poucos milhões anuais.

Especialistas do mercado estimam que pelo menos um terço do faturamento do SBT (no mínimo) venha de anúncios de produtos do próprio Grupo Silvio Santos --como a Cosméticos Jequiti, a Tele Sena e o próprio hotel do Guarujá.

Atendimento relapso

Se depender da eficiência da equipe do hotel Jequitimar, porém, Silvio pode tratar de tirar o seu pequeno equino na intempérie.

No fim de semana, esta coluna ligou para o hotel três vezes.

Em todas se identificou como o "presidente de uma associação" interessada em realizar três dias de congresso no resort de Silvio no mês de setembro ou de outubro.

A ligação da coluna foi transferida para o "setor comercial" do hotel e ficou ali "plantada", sem retorno de humanos, ouvindo apenas mensagens eletrônicas em várias línguas, até a ligação cair. Em outras tentativas a ligação nem sequer foi atendida.

Se fosse de fato uma consulta real, o hotel certamente já teria perdido um cliente em potencial.

Não é de se estranhar. Alguns anos atrás o signatário desta coluna se hospedou lá, sem se identificar como jornalista, por um fim de semana.

Apesar de ter diárias caríssimas (quase todas acima dos R$ 1.100), o atendimento foi decepcionante. Na verdade um dos piores que este signatário já presenciou em um hotel considerado 5 estrelas em toda sua vida.

Uma breve pesquisa em sites de queixas de consumidores mostra que o problema de atendimento relapso e/ou confuso no resort Jequitimar continua. Há queixas de todos os tipos.

Desespero

O pânico com a queda de receitas --e o sumiço de verbas publicitárias federais-- está fazendo Silvio Santos se desesperar ao ponto de passar a bajular explicitamente seus melhores anunciantes.

Como mostrou ontem o colunista Maurício Stycer, do UOL, nos últimos meses o dono da Havan, Luciano Hang, apareceu cerca de 210 minutos em seis programas diferentes do SBT (também tem sido "convidado especial" de atrações da RedeTV).

Se tivesse de pagar pelo espaço que ganhou gentilmente do SBT, Hang teria de desembolsar, pela tabela comercial cheia da emissora, cerca de R$ 21 milhões.

Ele é hoje um dos principais anunciantes da TV de Silvio Santos e, nessa posição confortável, já chegou a pedir a "cabeça" da jornalista Rachel Sheherazade, âncora do "SBT Brasil".

Promoção legítima

Na internet há quem questione se, com a "promoção" SBT-Hotel Jequitimar", Silvio não estaria incorrendo naquilo que se chama de "venda casada" --algo proibido pelo Código de Defesa do Consumidor.

Segundo a coluna apurou, não. Ele não está fazendo simplesmente venda de um produto (o evento no hotel) e dando um generoso brinde às empresas contratantes (espaço comercial no SBT). Não há produto extra sendo "empurrado" ao consumidor (empresas).

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Ricardo Feltrin