Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


CNN Brasil se solidariza com família de Gugu e emite nota de pesar

Gugu no casamento de Douglas Tavolaro (à dir.) e Raíssa, em 2017; do lado esquerdo, Geraldo Luís - Roberto Tamer/Arquivo Pessoal
Gugu no casamento de Douglas Tavolaro (à dir.) e Raíssa, em 2017; do lado esquerdo, Geraldo Luís Imagem: Roberto Tamer/Arquivo Pessoal
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

23/11/2019 11h43

O jornalista e CEO da CNN Brasil, Douglas Tavolaro, emitiu neste sábado uma nota de pesar pela morte de Gugu Liberato, 60, anunciada ontem pela família do apresentador.

Tavolaro e Gugu trabalharam juntos por cerca de três anos e meio na Record.

Então vice-presidente de Jornalismo da emissora, ele supervisionou a direção do programa de Gugu a pedido do próprio apresentador.

Nesse momento a Record implementava um projeto para mesclar jornalismo e entretenimento.

Leia a nota do CEO e founder da CNN Brasil:

"Com grande tristeza e consternação que recebi a notícia da perda do meu amigo Gugu.

Um dos maiores apresentadores da história da televisão brasileira, foi também uma das pessoas mais queridas que conheci em duas décadas de profissão.

Em nome de todo time da CNN Brasil, desejo força à família Liberato."

Virgílio Abranches, vice-presidente de programação da CNN (que deve estrear em março) foi diretor de Gugu na Record por três anos, e também manifestou pesar pela morte.

A morte de Gugu, 60 anos, foi anunciada ontem pela família. Ele morreu após um acidente doméstico em Orlando, onde estava com a família.

Gugu caiu de uma altura de cerca de quatro metros enquanto trocava o filtro de um ar condicionado. Ele chegou ao hospital já em estado gravíssimo, mas a família passou as 48 horas seguintes esperançosa.

Um neurologista brasileiro chegou a viajar a Orlando para analisar os exames. O quadro era irreversível. Gugu deixa a mulher, a mãe, e três filhos.

A família decidiu doar todos os órgãos do apresentador, como era seu desejo em vida. A doação pode beneficiar até 50 pessoas, segundo informou o colunista Flavio Ricco, do UOL.

Ricardo Feltrin