PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Análise: Após 3 anos, Fofocalizando, do SBT, patina em 3º no ibope

Lívia Andrade é a apresentadora do "Fofocalizando" - Reprodução/SBT
Lívia Andrade é a apresentadora do "Fofocalizando" Imagem: Reprodução/SBT
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

28/01/2020 00h27

Engana-se quem AINDA acha que fofoca dá grande audiência para as emissoras de TV.

Com exceção do quadro "A Hora da Venenosa", da Record, que chega a dois dígitos, a maioria dos programas fofoqueiros não tem grande público.

Exemplo é o "Fofocalizando", do SBT, que na semana passada completou três anos no ar (com esse nome).

Após 36 meses ele segue empacado em terceiro lugar em audiência na Grande SP, o principal termômetro da publicidade nacional.

Silvio Santos já mudou nome do programa (era "Fofocando" entre agosto e dezembro de 2016), diretor, integrantes, cenário, formato e pauta.

Nem assim a atração decola nas tardes da TV aberta brasileira (veja os índices ao final da coluna).

O programa bate de frente com a reprises de novelas da Record, que vem acertando a mão nas escolhas.

Na verdade o SBT tem sido derrotado pela Record na faixa vespertina (12h às 18h) há quatro anos consecutivos.

Embora tenha alguma repercussão nas redes sociais, o "Fofocalizando" precisaria ganhar mais audiência, pois o que sustenta uma produção de TV é o anunciante, e não clique ou hashtag na internet.

O programa tem muitos problemas. A saber (opinião do colunista);

1) Surgiu em um daqueles improvisos de Silvio Santos para tentar imitar a Record, que estava fazendo sucesso com Fabíola Reipert; isso já deu certo no passado ("A Casa dos Artistas", por exemplo), mas não mais;

2) O programa tem falta de conteúdo. Boa parte das vezes está apenas repercutindo o que todo mundo já leu em sites horas antes;

3) O elenco que está no ar neste momento é muito irregular e pouco simpático

3) No horário em que está hoje o "Fofocalizando" ainda bate de frente com o "A Tarde é Sua", de Sonia Abrão, que tem mais perfil de fofoca que a atração do SBT.

4) Voltamos ao "lide" deste texto: como outros programas de fofoca da TV, o do SBT não dá grande ibope simplesmente porque esse assunto não parece "bombar" nunca em TV —ao contrário de sites.

Veja abaixo comparativo de audiência do "Fofocando" e do "Fofocalizando" com as outras TVs no horário.

Dados da Grande São Paulo, mensurados pela Kantar Ibope Media
(cada ponto é igual hoje a 74,5 mil domicílios)

2016

Globo - 12,4 pontos
Record - 8,1 pontos
Fofocando (SBT) - 5,4 pontos

2017

Globo - 12,5 pontos
Record - 7,2 pontos
Fofocalizando (SBT) - 5,5 pontos

2018
Globo - 12,6 pontos
Record - 6,5 pontos
Fofocalizando - 6,1 pontos

2019

Globo - 12,0 pontos
Record - 7,4 pontos
Fofocalizando - 5,5 pontos

2020* (até 24 de janeiro)
Globo - 11,2 pontos
Record - 6,9 pontos
Fofocalizando - 5,4 pontos

Fonte: Dados da Kantar Ibope obtidos pela coluna junto a fontes nas TVs; por questões contratuais, o Ibope não pode divulgar esses comparativos

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Ricardo Feltrin