PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Análise: Ibope mostra que Carnaval está longe de ser sucesso na TV

Dudu Camargo apalpa seio de Simony no programa "Bastidores do Carnaval", da RedeTV! - Reprodução/RedeTV!
Dudu Camargo apalpa seio de Simony no programa "Bastidores do Carnaval", da RedeTV! Imagem: Reprodução/RedeTV!
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

28/02/2020 04h50

Resumo da notícia

  • Carnaval na TV aberta definitivamente não faz sucesso
  • Quase todas as TVs registraram menos ibope que em 2019
  • Band e RedeTV registram os piores índices de audiência no país

As ruas ficaram lotadas, os sambódromos tiveram ingressos esgotados, o comércio fez a festa, mas o Carnaval 2020 não deve deixar nenhuma saudade nas quatro TVs abertas que investiram em sua transmissão, seja de blocos, cordões ou de escolas de samba.

Estudo exclusivo obtido pela coluna mostra os decepcionantes dados dos dias de festa no Painel Nacional de Televisão (PNT), que mede a audiência das TVs nas 15 maiores regiões metropolitanas do país.

Eles foram mensurados pela Kantar Ibope Media e obtidos por esta coluna junto a fontes nas TVs. Contratualmente a Kantar não pode divulgar um estudo comparativo como este ao público.

Vamos aos números, emissora por emissora (cada ponto aqui está equivalendo a cerca de 250 mil domicílios sintonizados, uma média simbólica dos últimos três anos)

Globo

A líder de audiência marcou este ano 9,2 pontos de ibope com a transmissão dos desfiles das escolas do grupo especial em São Paulo e Rio de Janeiro.

Isso representa menos que os 10,5 pontos do ano passado e os 10,6 pontos de 2018.

Em Rio, Porto Alegre. Salvador, Recife, Curitiba, DF, Goiânia, Belém e Manaus a emissora líder do país marcou menos que no ano passado.

Em São Paulo a média foi de 11 pontos —apenas 0,2 a mais que em 2019.

SBT

O morno e absolutamente insosso "SBT Folia" continua sendo um produto do qual a TV de Silvio Santos, se é que não tem vergonha, ao menos não tem o menor interesse em investir.

No PNT a atração registrou este ano 2,6 pontos (multipliquem por 250 mil domicílios).

Bem menos que os já nada comemoráveis 3,1 pontos de 2019 e de 2018.

O menor índice registrado foi em Belém e Campinas (1,8 ponto).

O maior, obviamente, foi em Salvador, com 7,2 pontos. Ainda assim menos que no ano passado, quando registrou 8,3 pontos.

Lembrando que o "SBT Folia" é um produto da TV Aratu, a afiliada do SBT na capital baiana.

Em São Paulo (onde cada ponto vale por 74,5 mil domicílios) a média da programação momesca do SBT foi de 3,7 pontos —contra 3,9 pontos no ano passado e 3,6 em 2018.

Band

Em vez de "Band Folia" poderia chamar "Band Fiasco", já que não chega nem sequer a 1 ponto de audiência —nem no PNT e nem na maioria das 15 regiões medidas pela Kantar Ibope.

A média nacional foi de 0,8 ponto, a mesma do ano passado e um décimo de ponto menor que a de 2018.

Os menores entre os menores públicos da Band foram em Porto Alegre e Curitiba, onde rondaram o traço com 0,4 ponto.

A maior audiência da "Folia" foi em Salvador, com 2,1 pontos.

Em São Paulo, principal praça da publicidade brasileira, a média foi de 1,0 ponto.

Nada a comemorar, já que isso representou apenas 0,1 a mais que nos dois anos anteriores.

RedeTV

Os "Bastidores do Carnaval", apresentado por Nelson Rubens e Flavia Noronha se compara em falta de interesse ao "Band Folia".

No Painel Nacional de Televisão a média registrada foi de 0,8 ponto. Abaixo do 1,1 ponto obtido nos dois anos anteriores.

Em São Paulo a atração carnavalesca da emissora de Osasco marcou 1,2 ponto.

Só não foi pior que a de 2016, quando ficou em 1,1 ponto.

O único momento polêmico da cobertura da emissora foi quando o sempre desagradável apresentador Dudu Camargo, do SBT, apalpou o seio de Simony logo na estreia.

Simony se sentiu tão desprestigiada pela emissora que mais tarde acabaria abandonando a cobertura ao vivo e indo para casa. Fez bem.

Na RedeTV o único momento relevante do Carnaval 2020 em termos de audiência foi a cobertura de Amaury Jr. do Baile da Vogue. Em 1h10 no ar Amaury tirou a emissora de 0,6 ponto e entregou com respeitáveis 2,0 pontos.

Foi um sucesso efêmero pois em seguida o ibope da RedeTV desabou novamente.

Além do PNT, a coluna só obteve dados da RedeTV em sete regiões: SP (1,2), Rio (0,9), BH (0,7), Porto Alegre (1,3), Recife (0,7), Distrito Federal (0,9) e Vitória (0,7 ponto).

Esta última capital foi a única que a emissora de Amilcare Dallevo e Marcelo de Carvalho obteve mais audiência que no ano passado.

Ricardo Feltrin no Twitter, e site Ooops

Ricardo Feltrin