PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


"Não vai conseguir fazer nada", diz Ney Matogrosso sobre Regina Duarte

Ney Matogrosso se apresentando no "Rock in Rio" em 2017 - Bruna Prado/UOL
Ney Matogrosso se apresentando no "Rock in Rio" em 2017
Imagem: Bruna Prado/UOL
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

08/03/2020 00h18

O cantor e compositor Ney Matogrosso diz que se sentiu "triste" ao assistir a posse de Regina Duarte como secretária especial da Cultura, na semana passada.

Para ele, a atriz ex-global foi ingênua ao aceitar o cargo e não conseguirá fazer nada de relevante nele.

Simplesmente porque não a deixarão trabalhar em paz.

Fato. Desde antes da posse a atriz de 73 anos já vinha sendo alvo da ala bolsonarista radical, ligada ao pensador Olavo de Carvalho (radicado nos EUA). Os ataques se intensificaram depois que ela demitiu "olavistas" da secretaria. O próprio "guru" postou que havia feito uma "cagada" ao apoiá-la.

As declarações de Ney Matogrosso poderão ser vistas e ouvidas esta noite na TV Cultura, no programa "Metrópollis".

A atração será inteiramente dedicada ao artista —um leonino—, que completará 79 anos no próximo 1º de agosto.

Ney foi recebido no estúdio e, como sempre, não se fez de rogado e falou exatamente o que pensa.

"Regina fez um péssimo negócio" (ao aceitar o convite para assumir a Secretaria de Cultura do governo Bolsonaro), disse o fundador da revolucionária banda "Secos & Molhados".

"Ela pode até ter boa vontade mas não vai conseguir fazer nada pois não terá essa abertura do governo. Claro, ela foi ingênua (também)."

Ney, esse sim é 'mito' de verdade

Ney de Souza Pereira nasceu 78 anos atrás na cidade de Bela Vista, no Mato Grosso do Sul.

Tenor (e também contratenor), é dono de uma voz potente e de enorme tessitura.

Musicalmente Ney não pode ser enquadrado como expoente de nenhum estilo específico no Brasil.

Isso porque passeia (e dá até um "nó") em qualquer um que se propuser a interpretar.

Canta de baião a rock, de samba a folk, de músicas românticas até as mais experimentais.

O programa "Metrópolis" é um dos mais longevos da TV brasileira e da Cultura.

Em abril vai completar 32 anos. Seu diretor é Hélio Goldsztejn, diretor dos documentários "Tomie Ohtake" (2015), "Lygia, Uma Escritora" (2017) e (o fantástico) "Inezita" (2018).

O programa é apresentado por Cunha Jr. e Adriana Couto.

Programa: "Metrópolis"
Convidado: Ney Matogrosso
Onde: TV Cultura
Quando: Hoje, 23h

Ricardo Feltrin no Twitter, e site Ooops

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, a cidade de Bela Vista fica no Mato Grosso do Sul, e não no Mato Grosso. A informação foi corrigida.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Ricardo Feltrin