PUBLICIDADE
Topo

Ibope: Mesmo com igreja na grade, Record encosta no SBT no país

Adriana Araújo e Celso Freitas no "Jornal da Record", que assumiu a vice-liderança isolada no ibope - Reprodução
Adriana Araújo e Celso Freitas no "Jornal da Record", que assumiu a vice-liderança isolada no ibope Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

09/03/2020 06h33

Resumo da notícia

  • Record foi mal na estreia do novo domingo mas tem o que festejar
  • No mês passado a emissora ficou a apenas 1 décimo do SBT no PNT
  • Parece pouco, mas a Record 'zera' o ibope 3 horas diárias com a Universal
  • Isso faz a emissora perder fôlego e deixar o SBT abrir distância nessa faixa

Apesar do revés e da derrota para o SBT ontem na estreia de sua nova grade dominical, a Record ainda tem bons motivos para comemorar: encostou no SBT no ibope 24 horas no Painel Nacional de Televisão (PNT), segundo dados exclusivos obtidos pela coluna.

O PNT mede as 15 maiores regiões metropolitanas do país. O SBT há anos está à frente da rival, ainda que por décimos, e se gabava (justamente) disso. Agora deve se preocupar.

No mês passado, porém, o plural virou singular: em fevereiro a diferença se limitou a apenas um décimo de ponto de ibope: 4,8 x 4,7.

A Globo liderou com 12,8 pontos (veja os índices no final da coluna).

Cada ponto nessa medição, feita pela Kantar Ibope, vale por 260,5 mil domicílios, tendo cada um cerca de 3 moradores (a partir de dados do IBGE).

O que chama a atenção é que a Record encostou na eterna rival mesmo tendo três horas na madrugada vendidas para a Igreja Universal do Reino de Deus. Nesse horário sua audiência beira o "traço".

Em janeiro o SBT ficou na frente por 5,0 x 4,4. Em dezembro foi 4,8 x 4,2. Em novembro era 5,1 x 4,6.

Há vários fatores para a aproximação da Record do SBT:

1 - suas tardes continuam à frente da TV de Silvio Santos com o "Balanço Geral" e um acerto nas reprises de novelas;

2 - O "Cidade Alerta", com Luiz Bacci tem chegado aos dois dígitos e aberto distância também;

3 - A mudança de horário do "Jornal da Record", que passou de 4 pontos na pré-mudança para quase 9 pontos de média nacional agora. O "JR" assumiu a vice-liderança isolada.

4 - O bom resultado da Record e a má fase da Globo em praças como Salvador (onde chega a liderar boa parte do dia) e Goiânia acabam fazendo alguma diferença na média nacional.

Já do lado do SBT o "jornalismo" matinal não tem rendido frutos, especialmente fora de São Paulo. Em Recife, Salvador e Fortaleza, por exemplo, o ibope caiu pela manhã sem desenhos ou o "Mundo Disney".

As tardes também estão capengando e sempre atrás da Record.

Veja como foi a audiência em pontos e share (%) este ano

Fevereiro 2020

Globo - 12,8 pontos e 35,3% de share (35 em cada 100 TVs ligadas)
SBT - 4,8 pontos e 13,2%
Record - 4,7 pontos e 12,9%
Band - 1,2 ponto e 3,3%
RedeTV - 0,6 ponto e 1,5%

Janeiro 2020

Globo - 12,3 pontos e 34,6% de share
SBT - 5,0 pontos e 13,9%
Record - 4,4 pontos e 12,3%
Band - 1,1 ponto e 3,2%
RedeTV - 0,5 ponto e 1,4%

Fonte: Dados da Kantar Ibope Media obtidos pela coluna junto a fontes nas TVs; a Kantar não tem autorização contratual das TVs para fazer ou divulgar esse tipo de comparação

Ricardo Feltrin no Twitter, e site Ooops

Ricardo Feltrin