PUBLICIDADE
Topo

Ibope consolidado: Com Bolsonaro, Sikêra quase empata com Sônia Abrão

Presidente Jair Bolsonaro em entrevista no "Alerta Nacional", da RedeTV - Reprodução/RedeTV
Presidente Jair Bolsonaro em entrevista no "Alerta Nacional", da RedeTV Imagem: Reprodução/RedeTV
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

01/04/2020 00h09

A entrevista exclusiva que o presidente Jair Bolsonaro deu ao programa "Alerta Nacional", anteontem, na RedeTV, não teve praticamente impacto algum em alcance de público.

O programa policialesco, comandado por Sikêra Jr., fechou com 2,6 pontos de média na Grande São Paulo. O programa tem obtido médias de 2 a 2,5 pontos nas últimas semanas.

Esse é mais ou menos o mesmo índice que o programa de fofocas "A Tarde É Sua", comandado por Sônia Abrão na mesma emissora, registra de segunda a sexta (de 2,0 a 2,5 pontos de média).

Pela metodologia da Kantar Ibope Media, que faz a medição no país, cada ponto em São Paulo vale por cerca de 74,5 mil domicílios sintonizados.

Feita por telefone, com a imagem congelada de Bolsonaro na tela, a entrevista foi oferecida à RedeTV pela Secom (Secretaria de Comunicação), órgão ligado à Presidência.

Acrítico, bajulativo e visivelmente preocupado em não desagradar ao presidente a quem apoia publicamente, Sikêra só enfrentou um problema: no telefonema.

O apresentador chegou a reclamar ao vivo com sua produção que não conseguia ouvir o entrevistado.

Nos tempo em que foi ao ar a média de ibope da entrevista foi de 3 pontos. Insuficiente para alterar a audiência geral.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

Ricardo Feltrin