PUBLICIDADE
Topo

SBT desloca equipes e estuda ressuscitar "Aqui Agora"

Silvio Santos está tentando tirar o SBT da crise - Reprodução/Instagram
Silvio Santos está tentando tirar o SBT da crise Imagem: Reprodução/Instagram
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

20/05/2020 09h18

Muita movimentação na manhã desta quarta-feira, no SBT.

Por ordem de Silvio Santos alguns funcionários das produções de "Casos de Família" e "Eliana" estão sendo direcionados à Redação do Jornalismo da emissora.

Ninguém sabe ao certo quais as intenções do dono do SBT, mas, aparentemente, ele pretende lançar um ou dois novos telejornais na casa.

Um deles, especula-se, seria a volta do "Aqui Agora", que foi lançado exatamente no dia 20 de maio em 1991.

As reprises de telejornais que Silvio está fazendo ao meio-dia seriam a "fase de testes". Uma das ideias seria um novo telejornal entre 12h e 15h. E um outro —supostamente "Aqui Agora"— nos finais de tarde.

Não é novidade que Silvio sempre nutriu desejos em relançar o telejornal que bem ou mal, revolucionou o telejornalismo nacional e chegou a bater por muito tempo a Globo no ibope.

Como em tudo que se trata de SBT e Silvio Santos, nada está garantido. Afinal ele sempre pode mudar ou muda mesmo de ideia.

Porém, há uma boa lógica por trás dos testes: entre 10h30 e 15h o SBT não fatura na prática nem um mísero centavo com publicidade. Pelo contrário: só tem gastos.

Isso porque nessa faixa o SBT exibe o "Bom Dia & Cia" e, por ser uma faixa infantil, está submetida a todas as imensas restrições publicitárias direcionadas a esse público (leia-se não pode ter publicidade de produtos para crianças).

Além disso o SBT não só gasta para manter funcionários nesse horário sem faturamento, como ainda paga pelos direitos de exibição dos desenhos. Pior: boa parte disso é em dólares.

A criação de novos produtos jornalísticos abriria espaço para publicidade e "merchans".

A coluna está tentando contato com o SBT a respeito do assunto. Se e quando a emissora se manifestar, terá sua ´posição incluída neste texto.

O SBT e o Grupo Silvio Santos estão sendo duramente afetados pela pandemia de coronavírus e pelo "lockout" da economia.

A maioria das atividades do Grupo SS foi diretamente impactada pela pandemia: além da TV, que perdeu anunciantes, há um hotel imenso vazio no Guarujá (Jequitimar), perfumes encalhados na quarentena (Jequiti) e reduzidas vendas da Tele Sena (público-alvo são os idosos, que estão confinados e casa).

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

Ricardo Feltrin