PUBLICIDADE
Topo

Filmes (vários) na Netflix e seriado na Disney: vem aí Xuxa 2021

Xuxa Meneghel - Reprodução / Internet
Xuxa Meneghel Imagem: Reprodução / Internet
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

01/08/2020 00h27

Aos 57 anos, a Xuxa Meneghel vai reinventar a si própria e a sua história.

Hoje contratada pela Record, a apresentadora já havia revelado em entrevista ao programa "Otalab", do UOL, que está fechando acordos com produtoras e serviços de streaming para novos contratos de conteúdo.

Embora não tenha se estendido sobre o assunto, esta coluna já antecipou na semana passada detalhes de um dos contratos, com a HBO: um documentário sobre os bastidores e shows de sua última turnê como cantora.

Xuxa decidiu pendurar as botas e deixar os palcos como cantora para crianças.

Seu contrato com a Record termina no final do ano, Não há certeza sobre a renovação, por enquanto, mas, independentemente disso, ela decidiu tocar a vida em outras plataformas.

Outros dois contratos citados e não detalhados por Xuxa a Otaviano Costa foram com a Netflix e a Disney.

A coluna descobriu, mais uma vez, de que se tratam: com a Netflix, Xuxa vai ser contratada para fazer não um, mas alguns filmes.

Tudo indica que seu contrato é nos mesmos moldes que suas fãs famosas Maisa Silva e Larissa Manoela, que já acertaram uma trilogia de filmes ou até mais, e com vários temas.

Já com a Disney, segundo esta coluna apurou, a ideia (atual) é que Xuxa seja estrela de um seriado exclusivo.

Ainda não há nada certo, mas, aparentemente, no Brasil o seriado pode se tornar uma das "armas" do serviço de streaming Disney+, que em breve estreará aqui.

A coluna procurou a assessoria de Xuxa para que comentasse o assunto, mas não houve resposta até a publicação deste texto.

Tanto Disney, como Netflix e HBO sabem que Xuxa tem um enorme público (e apelo comercial) não só no Brasil, mas em praticamente toda a América Latina e até nos EUA.

E teve gente que disse que ela estava acabada...

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

Ricardo Feltrin