PUBLICIDADE
Topo

Sean Penn processa criador de "Empire" por acusá-lo de agredir mulheres

Sean Penn na 87ª cerimônia do Oscar, em fevereiro; ator processou criador de "Empire" - AP
Sean Penn na 87ª cerimônia do Oscar, em fevereiro; ator processou criador de "Empire" Imagem: AP

Do UOL, em São Paulo

22/09/2015 15h39

O ator Sean Penn entrou com uma ação judicial por difamação contra Lee Daniels, criador da série "Empire", e pediu US$ 10 milhões (mais de R$ 40 milhões) de indenização ao diretor de TV e cinema, que sugeriu em uma entrevista que Penn agredia mulheres. A denúncia foi apresentada nesta terça-feira (22) à Suprema Corte de Nova York (EUA).

Em entrevista ao site Hollywood Reporter, Daniels comparou as acusações de violência doméstica contra o protagonista de "Empire", Terrence Howard, e os casos de agressão envolvendo os atores Sean Penn e Marlon Brando (1924-2004).

“[Terrence Howard] não fez nada de diferente do que Marlon Brando ou Sean Penn fizeram, e de repente ele é um p... demônio”, afirmou o criador de "Empire".

Segundo a denúncia, as acusações “falsas e difamatórias” causaram “grande angústia e sofrimento emocional” em Sean Penn e feriram sua "credibilidade e reputação".

Vencedor de dois Oscars, por "Sobre Meninos e Lobos" (2004) e "Milk" (2009), Sean Penn teve uma relação turbulenta com a popstar Madonna. Em 1987, a cantora denunciou o então marido por espancamento.

Em julho deste ano, o protagonista de "Empire" foi processado por chutar, socar e estrangular a ex-mulher, Michelle Howard.