TV e Famosos

Repórter da Globo é assaltada durante gravação para o "Fantástico"

Reprodução/TV Globo
A repórter Adriana Cutino, da TV Tribuna, afiliada da Globo na Baixada Santista Imagem: Reprodução/TV Globo

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

18/01/2016 16h10

A repórter Adriana Cutino, da TV Tribuna, afiliada da Globo no litoral paulista, foi assaltada na manhã do último domingo (17) enquanto gravava para o "Fantástico". A jornalista, que estava cobrindo o vazamento de gás no porto de Santos, teve o celular roubado e perdeu textos e contatos de trabalho.

Ao UOL, Adriana conta que foi assaltada após tentar gravar de um edifício imagens do vazamento de gás. Quando ia atravessar a rua, foi encurralada pelo ladrão dizendo estar armado.

"Fui abordada por uma rapaz que passava de bicicleta. Ele me encurralou na parede e mandou eu entregar o celular. Eu disse que estava trabalhando. Ele não quis saber, me ameaçou colocando a mão dentro da bermuda para dizer que estava armado. Aí ele pegou o celular da minha mão e fugiu. Isso aconteceu na frente dessas outras três pessoas que estavam na esquina, a poucos metros de onde eu estava. Elas ficaram até sensibilizadas com o que viram mas não puderam fazer nada. Tudo foi muito rápido", relembra.

A jornalista fez um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia do Guarujá. De folga, ela reapareceu na TV Tribuna para terminar uma reportagem e acalmar os colegas depois do susto no domingo. A afiliada da Globo não informou se outros equipamentos, como câmeras e microfones, também foram roubados.

Logo após o assalto, Adriana desabafou em sua rede social e disse que não era a primeira vez que tinha sido vítima de ladrões enquanto trabalhava.

Reprodução/Facebook/Adriana Cutino
Desabafo de Adriana Cutino após o roubo Imagem: Reprodução/Facebook/Adriana Cutino
"Onde vamos parar? Hoje eu estava trabalhando de manhã, em Vicente de Carvalho, na Localfrio, fazendo uma matéria para o 'Fantástico'. Um dia e um trabalho especial mas um infeliz que não trabalha, que prefere tirar um bem de quem trabalha com honestidade estraga o que a gente conquista com tanta dignidade. Fui assaltada! Levou meu celular com meus textos, contatos que conquistei no dia a dia. Mais uma vez sou assaltada enquanto trabalho. É o fim dos tempos", escreveu no Facebook.

Em abril de 2015, outra repórter da TV Tribuna foi assaltada, desta vez durante uma entrevista ao vivo. Tatyana Jorge estava em um link para o "Jornal da Tribuna" quando um homem de bicicleta se aproximou armado, atropelou o cinegrafista, apontou o revólver para a equipe e o entrevistado, e exigiu o celular e a pulseira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo