TV e Famosos

Ex-SBT, humorista Batoré fará "Velho Chico": "Vão me confundir com Santoro"

Montagem/Ivann Gomes/Arquivo pessoal
O humorista Ivann Gomes como Batoré (à esquerda) e como delegado em "Velho Chico" Imagem: Montagem/Ivann Gomes/Arquivo pessoal

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

01/02/2016 20h59

Há 12 anos sem contrato na TV, o humorista Batoré conseguiu um papel improvável na carreira. O comediante, famoso pelas aparições em "A Praça É Nossa", do SBT, está escalado para "Velho Chico", próxima novela das nove da Globo, com estreia prevista para março.

Na trama, Batoré (nome artístico de Ivann Gomes) fará um delegado "meio nojento e cínico", como explica o ator ao UOL, emendando uma piada a outra durante a entrevista. O personagem, sem nome, terá ligações com o coronel Afrânio (Rodrigo Santoro) e o capitão Rosa (Rodrigo Lombardi).

"Minha participação vai durar entre seis e oito capítulos, mas será importante porque o delegado fica muito próximo dos protagonistas. A produção é cinematográfica. Em 20 anos de televisão, nunca tinha ficado espantado com tanta estrutura", conta.

Batoré passou o mês de janeiro no Nordeste gravando a novela. Voltará em fevereiro para as últimas cenas de seu personagem. "Gravei com Chico Diaz e Rodrigo Lombardi. Logo de cara, essas feras. Dia 5 vou gravar com o Rodrigo Santoro. Tenho medo de as atrizes confundirem na hora de beijar", brinca.

Durante as gravações, Batoré recebeu o apoio de Rodrigo Lombardi, que tietou o humorista nos bastidores. "Rodrigo Lombardi foi extremamente atencioso comigo. Quando me viu, ficou surpreso, disse que era meu fã, tirou foto. Almoçamos juntos, batemos texto, me ajudou muito", elogia.

Retorno à TV

Nascido em Serra Talhada, no sertão pernambucano, o humorista conta não acreditou quando foi procurado pela direção de "Velho Chico" para atuar na novela: "Ligaram na pousada onde eu estava. Quase mandei tomar naquele lugar, porque pensei que fosse trote. Estavam havia três semanas atrás de mim, fiquei envaidecido com isso".

"Velho Chico" é o primeiro trabalho fixo de Batoré desde quando deixou o elenco de "A Praça É Nossa", há 12 anos. Saiu do humorístico brigado com Carlos Alberto de Nóbrega, com quem nunca mais teve contato. 

Após "Praça", peregrinou por emissoras em participações pequenas e se apresentou no teatro. Também fez parte da "Escolinha do Gugu", na Record. Foi vereador em Mauá, cidade da Grande São Paulo onde mora há 45 anos, porém foi cassado por infidelidade partidária. De volta à TV, o humorista deseja retomar sua carreira na Globo.

"['Velho Chico'] passa a ser um divisor de águas na minha carreira, 'Antes da Globo' e 'Depois da Globo'. Isso mostra que consigo fazer outra coisa além do humor. Jô Soares sempre fala que o humorista é mais ator do que o próprio ator. Não sinto dificuldade, porque foi um dom que Deus me deu", diz, esperançoso.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo