TV e Famosos

Preso retratado em "Making a Murderer" manda recado aos fãs: "Sou inocente"

Do UOL, em São Paulo

01/02/2016 19h08

Steven Avery, o homem cuja história é contada na série documental "Making a Murderer", do Netflix, mandou um recado para seus apoiadores por meio de sua advogada.

"Aos meus apoiadores: quero que todos os testes forenses possíveis sejam feitos porque sou inocente", escreveu o norte-americano, preso desde 2005 pelo assassinato da fotógrafa Teresa Halbach.

Conforme é mostrado em “Making a Murderer”, Avery luta para provar que sua condenação à prisão perpétua foi baseada em evidências dúbias e em uma confissão supostamente forçada de Brendan Dassey, seu sobrinho, também preso pelo crime.

Vinte anos antes da morte de Teresa, Avery tinha sido condenado por estupro. Após cumprir 18 anos  na prisão, ele foi solto graças a uma exame de DNA.

A advogada Kathleen Zellner, que assumiu o caso de Avery depois que “Making a Murderer” foi disponibilizada no Netflix, pretende entrar com uma nova apelação no dia 11 de fevereiro. Ela acredita que novas evidências e testes forenses podem finalmente levar à libertação de Avery.

Disponibilizada no Netflix pouco antes do Natal, “Making a Murderer” levou 300 mil americanos a assinaram uma petição pedindo a inocência de Avery e Dassey.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo