TV e Famosos

Comandante Hamilton quebra costela e dá "bronca" em Datena

Reprodução/Instagram/datenareal
O apresentador José Luiz Datena ao lado do comandante Hamilton Rocha Imagem: Reprodução/Instagram/datenareal

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

05/02/2016 20h13

Na última semana, o comandante Hamilton Rocha, famoso por pilotar seu helicóptero em programas policiais, não deu as caras na TV. Ele teve um acidente em casa e quebrou uma costela na altura do coração. Ainda em recuperação, ele voltou a aparecer nos telejornais da Record usando um colete.

"Dei uma vacilada em casa. Há cerca de dez dias, escorreguei na garagem e foi uma queda forte, eu ia bater a cabeça no chão e joguei a mão, mas joguei muito rápido, bateu no chão, voltou e trincou a costela", explica o piloto e jornalista ao UOL.

Segundo Hamilton, o que quebrou a costela não foi o escorregão, e sim um equipamento de ginástica que tem em casa e usou para tentar se recuperar. "Achei que tinha distendido o músculo e deitei em um barril de pilates que temos em casa para alongar. Deu um estalo e quebrou tudo. Foi difícil. Os primeiros dias foram terríveis para respirar", relembra.

Além da dificuldade para respirar, Hamilton não conseguiu dirigir e pilotar o helicóptero durante uma semana. Ele foi substituído pelo filho, o também comandante Uan Rocha, nos programas da Record.

Uma das primeiras pessoas a falar com ele foi o amigo José Luiz Datena. O apresentador do "Brasil Urgente" da Band, entretanto, atrapalhou a recuperação do ex-colega de TV fazendo-o rir. O piloto confessa que deu uma "bronca" nele, em tom de brincadeira.

"Datena é muito legal e fica me enchendo o saco. Ele me ligou e, em vez de me ajudar, ficou fazendo piada. Ele é muito engraçado e ficou brincando. Falei: 'Para, Datena!'", se diverte. O apresentador desejou melhoras ao amigo no "Brasil Urgente" desta sexta-feira (5).

Apresentadores como Luiz Bacci e Marcelo Rezende, que mantém boa relação com Hamilton após a saída dele do "Cidade Alerta", também ligaram para o comandante, preocupados.

Após o acidente, o piloto foi atendido no hospital Albert Einstein, onde fez tomografia e levou um "puxão de orelha" do médico por ter se alongado com o barril de pólvora. Ele tomou medicamentos e passou a usar um colete para proteger a região torácica.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo