TV e Famosos

Músicas de "Guardiões da Galáxia" foram cortadas para a série animada

Reprodução
"Guardiões da galáxia" animado Imagem: Reprodução

James Cimino

Colaboração para o UOL, em Los Angeles

20/02/2016 09h00

Depois do sucesso do filme, “Guardiões da Galáxia” (2014) virou uma série animada, exibida no canal infantil Disney XD, para que pais e filhos possam assistir juntos ao programa, já que a essência da história foi mantida.

“Parte da nossa audiência é formada por aquelas crianças cujos pais foram ver o filme. Só que eles são muito novos e não estão preparados para ver os filmes da Marvel, que são meio 'hardcore', violentos, dramáticos. Então, o desenho animado permite que eles tenham essa experiência que seus pais têm. Eles poderão sentir a atmosfera do filme”, diz o vice-presidente de animação da Disney, Stephen Wacker

E manter a essência, no caso de “Guardiões”, significa incluir no desenho o melhor atributo do personagem principal da história: as fitas K7 cheias de músicas dos anos 1970 que Star Lord ouve.

No entanto, segundo Cort Lane, chefe do departamento de animação da Disney que, junto a sua equipe, pesquisou um catálogo de 10 mil músicas, algumas tiveram de ficar de fora por serem inapropriadas para o público infantil.

“Queríamos captar a energia do filme. Uma das coisas que mais gostei de ver nos últimos anos foi quando o trailer de 'Guardiões da Galáxia' e as músicas dos anos 1970 tocaram. Mas também tivemos o cuidado de que as músicas tocadas no desenho, exceto as primeiras, fossem todas novas para as crianças. Algumas que talvez eles só tenham ouvido com seus pais. Algumas foram consideradas inapropriadas, não vou dizer quais”, conta.

Mas o que as crianças das atuais gerações, bastante familiarizadas com tablets e smartphones esperam de um desenho animado? Para a Disney, isso não mudou muito. “As crianças de hoje continuam assistindo desenhos animados e procuram personagens com os quais se identifiquem, mas em geral esses personagens são planos, pouco complexos. A Marvel oferece personagens complexos há mais de 50 anos e mantém seu sucesso graças a isso. Então, este é o momento de trazer isso para as crianças”, complementa Cort Lane.

Ele explica ainda que há histórias que não poderão ser contadas na animação para serem desenvolvidas no próximo filme da saga.

“Começamos a escrever o script antes de o primeiro filme sair. Então, há sim algumas histórias que eles pediram que deixássemos para eles contarem. Mas não queremos ser vistos apenas como uma ponte entre os filmes, somos apenas outra versão da história”, explica Wacker.

E já que o walkman se torna quase que um personagem da história, o estúdio já está preparado para comercializar o avô do iPod? “Se esta tecnologia ainda existir, por que não?”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo