TV e Famosos

Após Tóquio e NY, ex-correspondente diz que está aprendendo a gostar de SP

Reprodução/TV Globo
Após 10 anos fora, ex-correspondente diz que está aprendendo a gostar de SP Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

21/02/2016 13h24

De volta ao Brasil depois de executar funções como correspondente da TV Globo em Nova York, Tóquio e Londres, o repórter Roberto Kovalick disse na noite deste sábado (20) que ainda está "aprendendo a gostar de São Paulo", local onde trabalha e mora atualmente. Ele foi realocado pela emissora na capital paulista em janeiro, após o período de 10 anos morando no exterior.

"Fiquei cinco anos no Japão e dois anos e meio em Londres. Eu estou aprendendo a gostar de São Paulo", revelou o jornalista sobre a recente mudança, durante participação no "Altas Horas".

Nascido em Santana do Livramento (RS), Roberto Kovalick foi repórter da TV Globo, no Rio e em Brasília, e logo depois foi convidado pela emissora para se tornar correspondente internacional: primeiro, em Nova York (2005 a 2008), e, em seguida, Tóquio (2009 a 2013) e Londres (2013 a 2015).

Neste período fez coberturas importantes, como o furacão Katrina, em 2005, nos Estados Unidos, e o Tsunami, em 2011, no Japão. É considerado um dos mais importantes e seguros repórteres da emissora.

Em meados do ano passado, no entanto, o diretor de Jornalismo da Globo, Ali Kamel, anunciou a reformulação no quadro de correspondentes da emissora.

Um dos motivos para a "dança das cadeiras" teria sido a forte alta do dólar, que chegou a bater a casa dos R$ 4, segundo informou o "Notícias da TV", parceiro do UOL. Cada correspondente recebe o seu salário em dólar. Diante do tenebroso cenário econômico, a emissora decidiu enxugar as Redações fora do Brasil e trocar os correspondentes por jornalistas considerados mais jovens e baratos.

Além de Kovalick, que foi substituído por Pedro Vedova em Londres, Renato Machado (Londres), André Luiz Azevedo (Lisboa), Renata Ceribelli (Nova York), Hélter Duarte (Nova York) e Delis Ortiz (Buenos Aires) também deixaram as suas respectivas bases e voltaram ao Brasil, onde foram redistribuídos em emissoras próprias da Globo, como Rio, São Paulo e Brasília. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo