TV e Famosos

Repórter relata assalto e momento de terror: "Bala passou entre os cabelos"

Reprodução/Facebook/fabio.pannunzio.94
Repórter relata assalto e momento de terror em São Paulo Imagem: Reprodução/Facebook/fabio.pannunzio.94

Do UOL, em São Paulo

22/02/2016 07h08

O jornalista da Band Fabio Pannunzio foi vítima de uma tentativa de assalto na madrugada desta segunda-feira (22) e relatou momentos de terror por meio de sua página pessoal no Facebook.

Segundo Pannunzio, três suspeitos tentaram assaltar o táxi que acabara de pegar em um bairro da zona oeste da capital paulista, por volta das cinco horas da manhã. O motorista reagiu, jogou o carro em cima dos bandidos e um deles atirou.

O repórter disse que a bala atravessou o parabrisa do veículo e passou bem próximo do seu rosto. "A bala atravessou o parabrisa e passou entre os meus cabelos. Foi por bem pouco mesmo", contou ele.

"Compartilho essa experiência aterradora aqui para tentar criar um elemento de pressão que convença o governo do estado a fazer o que tem que ser feito: patrulhamento preventivo nas áreas de risco. Sem isso, a desgraça é apenas uma questão de tempo. Não tivesse tido tanta sorte, eu agora seria mais um caso a engrossar as estatísticas da secretaria de segurança", finalizou.

Não há informações sobre detidos nem sobre pertences levados pelos bandidos.

No Facebook, Pannunzio ganhou o apoio e a solidariedade de colegas de emissoras concorrentes, como a jornalista Glória Vanique, da TV Globo. "Até quando vamos viver assim, Fabio Pannunzio? Com medo, correndo riscos? E sem ações efetivas que matem o vespeiro em vez de jogar inseticida nas vespas aqui e ali? Muita proteção pra você, querido", desejou Vanique.

Além de ser considerado um dos mais importantes e experientes repórteres da TV Bandeirantes, Pannunzio é apresentador substituto de Ricardo Boechat na bancada do "Jornal da Band" e também comanda esporadicamente o "Canal Livre", programa de debates da emissora. Antes de se mudar para São Paulo, foi repórter em Brasília.

Veja o desabafo na íntegra

"Para quem vive em uma cidade violenta e sem governo como São Paulo a vida está sempre por um triz. Hoje de manhã, às quinze para as cinco, o táxi que eu acabava de pegar foi alvo de três assaltantes na esquina da condessa de Goiás com a avenida Boaventura José Rodrigues, no Real Parque. É um dos pontos críticos com maior incidência de crimes violentos da Zona Oeste. A polícia deveria estar permanentemente por ali, mas não estava, nunca está. O motorista, que já havia sido vítima de um assalto violento, jogou o carro em cima de um dos três ladrões, que atirou. A bala atravessou o parabrisa e passou entre os meus cabelos. Foi por bem pouco mesmo. Compartilho essa experiência aterradora aqui para tentar criar um elemento de pressão que convença o governo do estado a fazer o que tem que ser feito: patrulhamento preventivo nas áreas de risco. Sem isso, a desgraça é apenas uma questão de tempo. Não tivesse tido tanta sorte, eu agora seria mais um caso a engrossar as estatísticas da secretaria de segurança."

 

Para quem vive em uma cidade violenta e sem governo como São Paulo a vida está sempre por um triz. Hoje de manhã, às...

Publicado por Fabio Pannunzio em Segunda, 22 de fevereiro de 2016

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo