PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

"É constrangedor", diz diretor do SBT sobre novelas da Globo e Record

Reynaldo Boury dirige crianças em novelas do SBT. Atualmente, ele está responsável por "Cúmplices de um Resgate" - Lourival Ribeiro/SBT
Reynaldo Boury dirige crianças em novelas do SBT. Atualmente, ele está responsável por "Cúmplices de um Resgate" Imagem: Lourival Ribeiro/SBT

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

18/03/2016 11h47

Diretor de "Cúmplices de um Resgate" e parceiro da autora Íris Abravanel desde "Carrossel", Reynaldo Boury disse que não há, com exceção de poucos detalhes, diferença entre fazer novelas para adultos e crianças.

"Novela é tudo igual, você só precisa saber primeiro o público-alvo para o qual está se direcionando", disse ele a jornalistas convidados para a gravação de uma cena de "Cúmplices" na quinta-feira (17), na sede do SBT, em Osasco. "[Em novelas para o público infantil] você só precisa ter paciência necessária, não pode falar alto demais e palavras pesadas. Sempre digo para que tratem bem as crianças", evidenciou.

O diretor, que tem no currículo trabalhos como "Tieta" (1989), "Ciranda de Pedra" (1981) e "Irmãos Coragem" (1995), acredita que as novelas do SBT voltadas para os telespectadores mirins têm dado certo porque podem ser vistas por toda família. Para Boury, o mesmo não pode ser dito sobre os folhetins da Globo e da Record. 

"O ibope que recebemos é muito bom, desde 'Carrossel'. É um público fiel e a família toda pode assistir. Você pode ver perto do seu neto, da sua filha, sem constrangimento. Quando estou com a minha neta do lado, eu nem assisto uma novela da Globo ou da Record. É constrangedor. Eu nem vejo, vou embora", declarou.

Na opinião de Boury, as novelas que apostam em violência ou muitas cenas de sensualidade acabam gerando o inverso do interesse dos canais: criam rejeição e afugentam o público. "Antigamente, não tinham cenas como hoje em dia. 'Gabriela', por exemplo, era mais exótica do que sensual. Tinha a cena dela subindo no telhado. Não aparecia nada e todo mudo via tudo nas pernas dela", avaliou. "Não havia muita malícia como hoje. As novelas estão muito pesadas", completou. 

Novela "Cúmplices de um Resgate" tem Larissa Manoela no papel principal - Lourival Ribeiro/SBT - Lourival Ribeiro/SBT
Novela "Cúmplices de um Resgate" tem Larissa Manoela no papel principal
Imagem: Lourival Ribeiro/SBT
 

Susto com "Dez Mandamentos"

O sucesso das tramas infanto-juvenis trouxe tranquilidade para o SBT e também para Reynaldo Boury. Tanta segurança, diz o diretor, não chegou a ser abalada pelo estouro da Record com "Os Dez Mandamentos", mas ele confessa que a novela bíblica sobre a saga de Moisés assustou.

"Deu para tomar um susto, né? Foi mais ou menos o que aconteceu com 'Carrossel', todo mundo se assustou [com a audiência elevada]'. Mas as nossas novelas não perderam nada, continuamos com 12, 13 pontos. A Record é que estourou", afirmou. 

TV e Famosos