TV e Famosos

Ingrid Guimarães comemora papel de heroína no segundo ano de "Chapa Quente"

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

07/04/2016 15h13

Acostumada a interpretar personagens atrapalhadas e malucas, Ingrid Guimarães comemora ser pela primeira vez em sua carreira a heroína da trama. Na segunda temporada da série “Chapa Quente”, que estreia nesta quinta (8), Marlene continua dona de um salão de beleza e mantém o romance ioiô com Genésio (Leandro Hassum), mas agora se desdobra também para ser mãe do menino Genesinho.

"Marlene surge agora como protótipo da mulher brasileira moderna, e eu me sinto muito representada. Ela é dona do seu nariz, corre atrás dos sonhos, ama, briga, chora, ri, é forte, é frágil, é um vulcão de emoções e as pessoas se identificam, gostam. Nessa temporada, ela vem cheia de dramas, mas claro de muito humor”, explica

Além da novidade do filho, aparece um pai na vida da protagonista após 40 anos. “Tem essa também (rs). Ele é um político famoso, que volta pedindo perdão depois de anos e anos de sumiço. Ela não quer muita aproximação, só que o esperto do Genésio quer tirar proveito do parentesco. O circo está armado”, brinca a atriz que assume estar feliz com a escalação de Marcos Caruso como seu pai Moacir.

Tv Globo/Pedro Carrilho/Gshow
Ingrid diz que agora só chama Leandro Hassum de galã Imagem: Tv Globo/Pedro Carrilho/Gshow
“Sou uma atriz que entrei na televisão com 28 anos e depois de quase 20 anos atuando só nos palcos. Para quem é ator de teatro, o Caruso é um exemplo e eu me sinto muito honrada. E ele já entrou no jogo no segundo dia de gravações. Parece até que está no “Chapa Quente” desde do início”.

Par romântico de Leandro Hassum - quem agora só chama de galã por causa da nova e esbelta forma física - Ingrid confessa que tem sofrido para não engordar, já que Marlene usa um “figurino a vácuo” e que só realçam as imperfeições. “Chegar aos 40 anos e se manter em forma é dureza. Sempre gostei de me cuidar, mas com essas roupas justas, o cuidado triplica. Faço exercícios, como muitos alimentos orgânicos e evito o excesso. É simples e não tem muito mistério, não”.
 

Autor de “Chapa Quente”, que tem gravações previstas até o final de junho, Claudio Paiva confirmou uma temporada diferente da anterior: "O primeiro ano a gente erra e acerta. Já no segundo, vem algo mais concreto, aquecido e testado. Reinvestimos, mexemos no cenário, na história e convidamos novos atores. Acho que vai ser um ano legal para o 'Chapa'".

"Começamos muito colados na realidade, abordávamos o problema da bandidagem, da falta de luz, de água. Uma crônica do nosso cotidiano. Depois a gente foi detectando o que realmente fazia sucesso na trama era a parte humana, a relação dos personagens. A novela da vida real já é contada nos jornais. Acredito que, de acordo com o nosso cenário atual, o público busca o entretenimento, a diversão", completou Lúcio Mauro Filho, o policial Bigode. 

Leandro Hassum também falou sobre as mudanças na série “Foi uma conclusão que o elenco chegou. Hoje fazemos um programa com todo mundo jogando junto na mesma linguagem. Agora o programa fica mais popular", finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo