PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

"Não sou o Cascudo por ser negro, mas por ter ido bem no teste", conta ator

O ator Felipe Silcler é Cascudo em "Totalmente Demais" - Divulgação/Globo
O ator Felipe Silcler é Cascudo em "Totalmente Demais" Imagem: Divulgação/Globo

Janaína Nunes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/05/2016 07h15

A novela “Totalmente Demais” está em sua reta final e tem motivos para comemorar. A audiência vai bem e muitos de seus personagens, sendo ou não protagonistas, são queridos do público. Cascudo, interpretado por Felipe Silcler, 25 anos, é um bom exemplo. O rapaz era para ser vilãozinho do núcleo jovem e acabou ganhando destaque. Passou a ter família (um tio violento), depois sofreu uma mudança de postura radical porque passou a fazer esportes e tornou-se um dos queridinhos do público jovem.

Felipe Silcler como Cascudo (à dir) e Wesley (Juan Paiva) em "Totalmente Demais" - Reprodução - Reprodução
Felipe Silcler como Cascudo (à dir) e Wesley (Juan Paiva) em "Totalmente Demais"
Imagem: Reprodução

“Fui percebendo a chegada de mais textos e fiquei muito feliz", conta o ator. "O Cascudo só estava na trama para ser namorado da Jennifer (Lelezinha) e provocar o acidente de Wesley (Juan Paiva), que o deixou paralítico. Ele seria um personagem pequeno com índole ruim, mas ganhou um tio violento que o agredia constantemente e começou a praticar esporte, o que provocou uma mudança em sua postura.”

Felipe acredita que a mensagem de seu personagem é ótima para todos, principalmente para os jovens. “O esporte e a cultura são fundamentais para encontrar o caminho do bem. O esporte deu outra visão de mundo para o Cascudo. Ele só tinha o tio mau caráter e a falta de perspectiva.”

Torço para que seja sempre assim: que o negro não faça apenas papel de escravo ou de empregado, mas qualquer tipo de personagem.

Felipe estuda teatro desde pequeno. Começou a levar a sério a arte da interpretação aos 11 anos. De lá para cá, já são mais de 30 peças no currículo. Ele sempre teve o apoio dos pais, mas para não levar um susto com a carreira artística fez faculdade de publicidade. “É uma segunda opção que tem tudo a ver comigo também, mas sou apaixonado pelo teatro. Por sorte, minha família compreendeu e me ajudou muito”, comenta.

“Totalmente Demais” é a primeira novela do ator. Antes, ele havia feito uma participação na série “O Caçador”. Chegar até a trama das sete foi tranquilo, segundo ele. Uma produtora o convidou, ele fez o teste e passou. “Não estava definido que o Cascudo seria negro. Tanto que atores brancos fizeram o teste. Não consegui o Cascudo porque sou negro, mas por ter ido muito bem no teste. Torço para que seja sempre assim: que o negro não faça apenas papel de escravo ou de empregado, mas qualquer tipo de personagem. Nesta trama, temos atores negros como advogado, professor, motorista, esportista. O ideal é variar”, analisa.

Felipe Silcler contracena com um de seus ídolos, Ailton Graça - Reprodução - Reprodução
Felipe Silcler contracena com um de seus ídolos, Ailton Graça
Imagem: Reprodução

Além ter conseguido o papel e se destacado nele, Felipe pode trabalhar com um dos seus ídolos, Aílton Graça. “Já era fã dele muito antes de conhecê-lo. Agora, minha admiração aumentou. É uma pessoa inteligente, ótimo ator, companheiro. Também sou fã do Luiz Miranda”, conta.

O contrato de Felipe com a Globo acaba em maio, com o fim da novela. Ele já tem encaminhado uma peça, mas não descarta a possibilidade de fazer um novo trabalho em breve na TV.

TV e Famosos