PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Ana Paula comenta prisão de Laércio: "Bastante surpresa"

Do UOL, em São Paulo

16/05/2016 16h15

A prisão de Laércio, sob suspeita de estupro de vulnerável, está repercutindo entre outros ex-BBBs. Ana Paula, que discutiu com o ex-BBB na casa e o chamou de “pedófilo”, afirmou estar “bastante surpresa” com o ocorrido.

“A minha discussão, com o ex-participante do 'BBB16' em questão, ocorreu durante um confinamento sob grande estresse”, escreveu a jornalista em seu Twitter. “As atitudes dele, somadas aos olhares e gestos, me desagradaram e muito, culminando em uma desavença pessoal. O fato ocorrido nessa manhã me deixa bastante surpresa e é uma questão judicial. Não existem culpados enquanto nada se provar. O importante desse episódio é salientar que qualquer pessoa que se sinta abusada tem o direito de denunciar”.

Em seguida, Ana Paula criticou a culpabilização das vítimas de violência sexual: “Se informem, conversem com familiares e amigos, não se sintam acuadas. Muitos são taxados de loucos por exprimirem sua opinião, por denunciarem um abuso, agressão. Loucos são aqueles que não querem enxergar, que deixam as vítimas ainda mais acuadas e agem de forma preconceituosa. Onde já se viu perguntar para uma vítima de abuso com qual roupa estava, que esmalte usava? Não, não temos culpa. A culpabilização da vítima é um tabu que coloca milhares de mulheres com vergonha da própria condição, impedindo-as de terem a assistência necessária”. 

Geralda, que também participou do “BBB16”, optou pela cautela. “Vamos deixar que a Justiça tome conta”, disse em resposta a um seguidor.

Harumi, a primeira eliminada da última edição do reality, retuitou uma postagem com um vídeo do bate papo que ocorreu após a final do “BBB16”. “Sobre o fato de hoje, meu ponto de vista foi dado na maratona e na minha saída. ‘Sentir é questão de pele’, Gil”, escreveu. Na ocasião, ela criticou um gesto obsceno que Laércio fez para as sisters da casa. “Se eu tivesse lá e visse você fazendo esse sinal com as meninas, eu não iria me segurar”, disse. 

Acusação de pedofilia no "BBB"

Dentro do programa, a participação do designer de tatuagens foi polêmica. Ana Paula brigou com ele e o acusou de ser pedófilo, por ele ter ter feito gestos obscenos direcionados às mulheres da casa e por ter encarado fixamente Munik, de 19 anos, enquanto ela dançava em uma das festas. O brother também disse no reality que gosta de "novinhas" e admitiu ter vivido um "triângulo amoroso" com meninas de 19 e 17 anos.

Mesmo depois de ter sido aconselhada a se desculpar com o brother, Ana Paula reiterou sua opinião e disse que, para ela, quem mantém relações sexuais com menores de idade é pedófilo. A jornalista e o designer se enfrentaram no paredão e ele acabou eliminado, com 54% dos votos

Após deixar o confinamento, o curitibano chegou a declarar que cogitava processar a mineira por conta da acusação, mas parece que não levou a ideia adiante. Um dia depois de o "BBB16" chegar ao fim, Ana Paula disse que ainda "estava esperando" o processo do colega

 

TV e Famosos