TV e Famosos

Diretor diz que gostaria que casal gay de "Liberdade" tivesse cena de sexo

Reprodução/Gshow
Tolentino (Ricardo Pereira) observa André (Caio Blat) dormir em "Liberdade, Liberdade" Imagem: Reprodução/Gshow

Giselle de Almeida

Do UOL, no Rio

01/06/2016 07h00

O termômetro quase instantâneo das redes sociais mostra que boa parte do público de "Liberdade, Liberdade" tem torcido pelo envolvimento de André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira), segundo o diretor de núcleo de "Liberdade, Liberdade" Vinícius Coimbra. Até então apenas sugerido, o interesse entre o coronel e o irmão de Joaquina (Andreia Horta) pode tomar forma de uma maneira mais caliente na novela.

"A homossexualidade nas novelas é sempre levada para o lado do afeto, não da atração sexual. Acho que, por ser uma novela das 23h, essa relação passa por uma coisa carnal. Junto com afeto tem um tesão físico", afirma.

Vinícius, que garante não saber o destino reservado pelo autor Mário Teixeira aos personagens, afirma que gostaria de dirigir uma cena de sexo entre os dois.

"Eu tinha vontade de fazer isso, vai depender do que o texto possa sugerir. Como é um tema polêmico, vou conversar com a direção da casa. O que eles defendem é que, se aquela relação for bem construída, vai ser aceita. Nosso histórico mostra isso. Se o público não está preparado, não aceita. Teve a rejeição no início de 'Babilônia', era o primeiro capítulo, a gente ainda não conhecia aqueles personagens. Foi uma rejeição natural. O Félix (de 'Amor à Vida) foi sendo construído, todo mundo torcia pelo beijo. Não dá para generalizar. Vamos ver a cena que vem. Acho que essa é uma das tramas mais bem construídas da novela, colocada tijolinho por tijolinho", diz.

Numa cena recente, Tolentino demonstrou seu desejo por André ao admirá-lo enquanto o fidalgo fingia dormir. "Acompanhei no Twitter e vi que o público está muito envolvido com a história dos dois. Estendi o tempo da cena. Quis que eles entrassem na pele do Ricardo, que sentissem o mesmo. Sugeri que ele fosse desnudando o peito do Caio. Queria que as pessoas pensassem: 'Será que ele vai tocar?'. isso. Foi uma cena longa, sem nenhuma fala, mas as pessoas se envolveram", afirma.

Mateus Solano, que interpreta o Intendente Rubião na novela das 23h e já protagonizou um beijo gay ao lado de Thiago Fragoso em "Amor à Vida", diz que os colegas têm uma ótima oportunidade em mãos com os personagens.

"Quando fiz o Félix, a Globo botou o beijo porque percebeu que não perderia audiência. O que eu acho muito legal, e disse isso para o Ricardo Pereira, é que ele pode fazer a primeira bicha sem pinta da TV. Isso é muito importante, porque o gay é sempre pelo lado da comédia, afetado. Esse é um lugar mais 'Brokeback Mountain', dois machos se pegando. É uma oportunidade muito bonita, que eu até queria ter tido com o Félix, mas salgando a santa ceia não dava", brinca.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo