TV e Famosos

Joaquina e Xavier salvam Mão de Luva da forca em "Liberdade, Liberdade"

Reprodução/GShow
Simão (Nikolas Antunes) e Mão de Luva (Marco Ricca) são levados à forca Imagem: Reprodução/GShow

Do UOL, no Rio

20/06/2016 14h19

Ainda não é dessa vez que Rubião (Mateus Solano) consegue mandar alguém para a forca em "Liberdade, Liberdade". Depois de libertar Virgínia (Lilia Cabral) para fazer média com Joaquina (Andreia Horta), o intendente tem seu plano de matar Mão de Luva (Marco Ricca) e Simão (Nikolas Antunes) frustrado pelos rebeldes.

Em cenas que vão ao ar a partir desta terça-feira (21), a filha de Raposo, abalada por ver uma execução que lembra a de seu pai, Tiradentes (Thiago Lacerda), põe em prática um plano desesperado para evitar a morte dos salteadores.

No dia marcado para o enforcamento, ela pede ao ex-noivo que reconsidere, mas o intendente mente ao dizer que não conseguiu o perdão do príncipe. "Agora não tem jeito", afirma ele.

Reprodução/GShow
Joaquina (Andreia Horta) finge passar mal e é socorrida por André (Caio Blat) Imagem: Reprodução/GShow

Joaquina, então, finge passar mal. Socorrida por André (Caio Blat), a mocinha é retirada do local e logo explica ao irmão que isso faz parte do combinado com os revolucionários.

A ideia é explodir um monumento próximo ao local da execução para desviar a atenção e causar pânico entre os moradores da cidade, que foram em peso ver o "espetáculo" promovido por Rubião. 

À beira da morte e prestes a receber a "bênção" do falso padre Vizeu (Marco Oliveira), Mão de Luva afirma: "Sou um cristão temente a Deus. Nunca matei quem não merecesse". Simão, por sua vez, alega inocência. "Só cumpri ordens do chefe", diz.

Quando Rubião dá a ordem ao carrasco, ouve-se a explosão. A praça é tomada por fumaça, e os habitantes de Vila Rica saem correndo, em pânico. Nesse momento, um bando de homens encapuzados, montados a cavalo e liderados por Xavier (Bruno Ferrari), chegam.

"É justiça divina, graças ao Senhor", suspira aliviado Mão de Luva.

Após a fuga dos condenados, o intendente decreta toque de recolher na cidade. Na tentativa de recuperá-los, arma uma cilada para Ascensão (Zezé Polessa), presa por Tolentino (Ricardo Pereira). Depois de interrogá-la, o vilão decreta voz de prisão por obstrução da justiça e por bruxaria, crime que era punido com morte na fogueira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo