TV e Famosos

Luiza Brunet acusa ex-namorado de agressão: "Perdi o medo e a vergonha"

Bruno Poletti/Folhapress
Luiza Brunet com o empresário Lirio Parisotto em jantar beneficente no dia 2 de maio, poucos dias antes de ser agredida Imagem: Bruno Poletti/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

01/07/2016 10h26Atualizada em 02/07/2016 19h54

Luiza Brunet contou em entrevista ao jornal “O Globo” que foi agredida pelo ex-namorado, o empresário Lírio Parisotto, no dia 21 de maio. A modelo e atriz afirmou ter dado entrada na representação da queixa no Ministério Público de São Paulo, com um laudo do IML.

Em nota à imprensa e em um post na internet, o empresário disse lamentar "a exposição de um caso íntimo" e afirmou que nunca agrediu homem ou mulher. Por determinação judicial, ele está proibido de se aproximar da atriz.

Segundo Luiza, Lírio se exaltou durante um jantar, em Nova York, após ser perguntado se o casal iria a uma exposição de fotos. Ele respondeu que não queria ir pois, em outra ocasião, havia sido confundido com o ex-marido da atriz.

“Fui para Nova York acompanhá-lo para o evento Homem do Ano. Saímos do restaurante e pegamos um Uber. Ao chegar ao apartamento, ele me deixou dentro do carro e subiu”, disse ela.

Em seguida, quando Luiza chegou ao apartamento, ela conta que começou a ser agredida por Lírio enquanto estava sentada. De acordo com a atriz, o empresário desferiu um soco em seu olho, seguido de vários chutes, e a imobilizou, quebrando quatro costelas delas. A atriz ameaçou gritar por ajuda e conseguiu se desvencilhar. Ela se trancou no quarto e só saiu de lá no dia seguinte, quando voltou ao Brasil.

“Eu sempre tive uma família estruturada e sempre fui discreta em minha vida pessoal. É doloroso aos 54 anos ter que me expor dessa maneira”, afirmou Luiza. “Mas eu criei coragem, perdi o medo e a vergonha por causa da situação que nós, mulheres, vivemos no Brasil. É um desrespeito em relação à gente. O que mais nos inibe é a vergonha. Há mulheres com necessidade de ficar ao lado do agressor por questões econômicas, porque está acostumada ou mesmo por achar que a relação vai melhorar”.

Procurada pela reportagem, a assessoria da atriz informou que ela está se recuperando dos ferimentos e não pretende falar novamente sobre o assunto. "Está em recuperação e tomando remédios", disse. 
 
Brunet, que está no ar na novela "Velho Chico", segue normalmente com as gravações. "Ela não pode ficar sem trabalhar", explicou a assessoria.  

Reprodução/Instagram/luizabrunet
Luiza Brunet cobre parte do rosto em foto publicada quatro dias após ser agredida, conforme relato dela ao jornal "O Globo" Imagem: Reprodução/Instagram/luizabrunet
Desde 2012, Luiza é embaixadora do Instituto Avon, que, entre outras causas, defende o fim da violência contra a mulher. Há um mês, ela fez um post incentivando as mulheres e denunciarem abusos. "Não deixe de registrar queixa na delegacia de mulheres! Faça o corpo delito, não deixe que passe muito tempo! Não tenha MEDO! Homens não batem em homens".

A ex-modelo não chegou a falar do caso em suas redes sociais, mas quatro dias após a violência que diz ter sofrido, ela publicou uma foto em sua conta do Instagram cobrindo parte do rosto com o cabelo. "A maquiagem forte esconde o hematoma da alma", disse a atriz.

Entre idas e vindas, Luiza e Lírio namoravam há quase quatro anos. O empresário, de 62 anos, é um dos homens mais ricos do Brasil, de acordo com a “Forbes”, com uma fortuna avaliada em US$ 1,2 bilhões. 

Famosos apoiam atriz

Nas redes sociais, vários famosos manifestaram seu apoio à atriz, como a apresentadora Astrid Fontenelle: “Todo apoio a Luiza Brunet que, como ela mesma diz, aos 54 anos passou por essa situação absurda da agressão, mas superou a vergonha (maior barreira de toda vítima) e denunciou o covarde ciumento!”

Em seu Instagram, Cris Vianna elogiou a iniciativa da colega. “Ela está certíssima, tem que denunciar qualquer tipo de agressão contra as mulheres. Parabéns @luizabrunet pela Coragem !!! Admiro e respeito”.

Suzana Pires escreveu: “Absoluto apoio a @luizabrunet pela coragem em denunciar as agressões do seu namorado. Façamos como ela! Não pode ter vergonha que nos impeça de ter justiça”.

Parisotto recebeu uma série de críticas em sua página do Facebook. "Bandido, machista, agressor!", falou um internauta. "Covarde", disse outro. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo