TV e Famosos

Narjara Turetta trabalha ajudando turistas em Copacabana, durante Olimpíada

Felipe Pinheiro/UOL
Narjara Turetta no quiosque da Riotur na altura do posto 3, em Copacabana, no Rio Imagem: Felipe Pinheiro/UOL

Felipe Pinheiro

Do UOL, no Rio

28/07/2016 07h00

Narjara Turetta está fora da TV, mas engana-se quem pensa que ela está parada. A atriz, que fez sua última novela há três anos, "Salve Jorge", ganha a vida como dubladora e na terça-feira (26) teve seu primeiro dia como monitora de informações turísticas em um quiosque da Riotur na altura do posto 3, em Copacabana. Em um momento mais tranquilo no atendimento, ela conversou com a reportagem do UOL sobre a iniciativa que teve de oferecer ajuda a turistas durante os Jogos Olímpicos.

"Tenho uma prima que mora em São Paulo e que comentou, 'por que você não aproveita as Olimpíadas do Rio e vai procurar alguma coisa nessa área? Você mora na zona sul, fala inglês...' Eu falei, sabe que é uma boa ideia?", diz.

Arquivo pessoal
Narjara há seis anos, quando vendia água de coco em Copacabana Imagem: Arquivo pessoal

Tinha muito turista que parava na minha carrocinha.

Foi aí que ela procurou a Secretaria de Turismo, que a encaminhou a uma agência contratada pela RioTur. Como qualquer pessoa, a atriz passou por um processo seletivo e recebeu treinamento para desempenhar a função. "Fui entrevistada, perguntaram onde eu morava, a minha noção de inglês...", afirma ela, que trabalha quatro dias por semana e folga dois.

Narjara, que há cerca de seis anos teve uma carrocinha de água coco, diz que se sente familiarizada com a experiência: "Eu dava sempre muita informação para turistas. Agora, a diferença é que não vendo nada. Mas tinha muito turista que parava na minha carrocinha. Uma vez eu até coloquei 'english spoken', aí que eles paravam mesmo. Eu tenho pena e muito carinho pelo turista. Fico meio desesperada quando vejo algum com mapa, olhando. A minha língua coça. Como eu gostaria de ser tratada lá fora como eu trato as pessoas que estão aqui".

"Não sinto falta da fama"

Ela diz que é comum ser reconhecida nas ruas, inclusive agora atendendo turistas, e fala como se sente grata pelo carinho que recebe. "Ando muito pelo Rio, como uma pessoa normal, de ônibus, metrô... As pessoas me chamam de Narjara Turetta [e não algum personagem]. Eu não sou a Bel de 'Amor com Amor se Paga', a Rafaela de 'Salvador da Pátria', a Buque de 'Salve Jorge'. É Narjara Turetta. Isso me deixa muito feliz", conta orgulhosa.

Se não pintar mais trabalhos na TV, paciência. A gente não pode pirar.

Aos 49 anos, a atriz, que aguarda receber um convite para voltar a fazer TV, não esconde que sente falta de atuar na telinha. "Se não pintar mais [trabalhos na televisão], paciência. A gente não pode pirar. É ruim não fazer o que você gosta, mas estou fazendo o que eu gosto de outra forma, que é dublar", declara. 

"Tenho saudade porque é a minha casa, mas não podemos nos prender. Óbvio que quero voltar, mas estou curtindo muito ser dubladora. Não tenho problema com fama. Até porque eu tenho fama. Isso é irrelevante. É uma consequência do meu bom trabalho, isso sim é bacana. Se sou famosa, é porque de alguma forma marquei as pessoas com o meu trabalho. E não os 15 minutos de fama, como diria Andy Warhol. Temos que ter conteúdo. Eu não sinto falta da fama. Eu gosto da minha profissão, de estar atuando", diz ela, que pretende ter um documentário sobre seus 45 anos de carreira ainda este ano.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo