TV e Famosos

Dublê de Marjorie Estiano é atropelada oito vezes em "Justiça"

Do UOL, em São Paulo

24/08/2016 07h01

Uma das cenas mais impactantes de "Justiça", minissérie lançada pela Globo na última segunda, é o atropelamento de Beatriz, personagem de Marjorie Estiano. A bailarina foi atingida por Antenor (Antonio Calloni) em alta velocidade e rodopiou até cair no chão. Ficou tetraplégica e convenceu o marido, Maurício (Cauã Reymond) a matá-la. A história do casal será contada na próxima sexta (26).

O atropelamento de Beatriz ganhou ares de superprodução. Gravado em frente ao Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco, no Recife, envolveu 200 profissionais, entre atores, equipe e figuração. A dublê que aparece sendo atropelada como Beatriz repetiu o giro sobre o carro oito vezes.

"Nunca atropelei uma pessoa tantas vezes na minha vida", brinca Antonio Calloni. "Valeu a pena, porque a estrutura da narrativa é maravilhosa. Também nunca tive uma experiência como essa num set de filmagem, e estou feliz porque vai dar muito o que falar. É uma cena que determina muitas coisas na minissérie, e o Antenor está no centro disso tudo. Essa estrutura na qual as tramas vão se entrelaçando é muito bacana, estou muito feliz em participar", comemora.

Os quatro pontos de vista foram gravados um por vez, sempre à noite. No capítulo de segunda, Elisa (Debora Bloch) saiu de um restaurante, ouviu um barulho e percebeu que alguém havia sido atropelado. Na terça, Waldyr (Angelo Antonio) dirigia seu ônibus e deparou-se com o acidente. Na quinta, Rose (Jéssica Ellen) e Débora (Luisa Arraes) estarão no fundo deste mesmo ônibus e também presenciarão o atropelamento. Na sexta, o público verá o acidente completo.

"É uma cena trabalhosa, com muitos detalhes. É amarrada para acontecer em um crescente –um pouco dela é revelado a cada um dos quatro primeiros episódios. Um dos pontos interessantes é mostrar como cada um dos personagens, ou seja, cada um destes pontos de vista, reage ao acidente. A cena foi imaginada dessa maneira pela autora Manuela Dias, um grande evento da minissérie com cruzamentos entre as quatro histórias. E o meu objetivo foi filmar isso de um jeito simples e fluido", explica José Luiz Villamarim, diretor artístico de "Justiça".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo