TV e Famosos

Nakamura estreia em novela apreensiva com críticas: "Vivo das opiniões"

João Miguel Júnior/TV Globo
Carol Nakamura é Hiromi em "Sol Nascente" Imagem: João Miguel Júnior/TV Globo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

25/08/2016 07h00

Aos 33 anos, Carol Nakamura faz sua estreia na próxima novela das seis "Sol Nascente", no ar a partir de segunda-feira (29) na Globo. Após 12 anos no "Domingão do Faustão", a ex-bailarina, que é conhecida por ter uma personalidade forte e já se envolveu algumas polêmicas com o ex-noivo Sidney Sampaio e até com Faustão, confessa que está preocupada com as críticas dos telespectadores pelo seu desempenho como atriz.

"Se eu falar que a mídia e as opiniões das pessoas não influenciam minha vida, estarei mentindo. Influencia sim, eu vivo disso, vivo das opiniões das pessoas. Mas também se você levar 100% a sério, não está certo. Então eu filtro, aceito muito as críticas, desde que elas sejam construtivas. Mas se a pessoa fala porque é limão, amarga, eu não tenho o que fazer. Sei que não vou agradar todo mundo", conta.

Para fazer bonito em cena, ela fez curso com Sergio Penna, um dos preparadores de elenco mais requisitados, e, quando não está gravando, está focada nos textos e estudando. Nakamura diz que a busca pela carreira de atriz veio da necessidade que sentiu de se desafiar. "Estou em um lugar cheio de pessoas experientes, fiz três testes para estar aqui. Então já me sinto vitoriosa por isso. Quero muito que dê certo, eu vivo isso, respiro isso. Minha vida praticamente parou, quando não estou gravando, estou estudando. O tempo que vai dizer se isso vai dar certo, se terei outras oportunidades e estou vivendo o agora", conta ela, que é mãe de Juan, 17 anos.

No "Domingão do Faustão", Carol ficou cerca de seis anos no balé e não descarta parar de dançar definitivamente, mas afirma que está em outro momento de sua vida.

"Amo dançar, é libertador, nunca vou esquecer o 'Faustão', nunca vou esquecer a dança, nenhum lugar que passei. Foi através da dança que tive todas as minhas conquistas. A dança me ajudou tanto no meu comportamento, no gestual, é uma arte. Trabalhar com dança, acho que já trabalhei bastante, agora estou numa outra fase. Mas se eu tiver que voltar, não vejo problema nenhum".

João Miguel Júnior/TV Globo
Família Tanaka: Alice (Giovanna Antonelli), Hirô (Carolina Nakamura), Hideo (Paulo Chun), Yumi (Jacqueline Sato), Yumi (Jacqueline Sato), Mieko (Miwa Yanagizawa) e Tanaka (Luis Melo) Imagem: João Miguel Júnior/TV Globo


Em "Sol Nascente", ela interpreta Hiromi, sobrinha de Tanaka (Luis Melo), que vem com a mãe Mieko (Miwa Yanagizawa) e os irmãos do Japão para o Brasil após a morte do seu pai. Contida, a jovem sonha em casar com um japonês e voltar para seu país, mas, no decorrer da trama, ela se envolve com Ralf (Henri Castelli).

"Ele tem uma personalidade completamente ao contrário do que ela quer. As mulheres sempre querem aqueles caras mais comportados, fiéis e o Ralf é mulherengo, não quer nada com nada, mas no fundo no fundo, ele é um cara que também busca as mesmas coisas que ela", explica.

Assim como Hirô, Carol confessa que sempre sonhou com um príncipe encantado, e comemora a boa fase de sua vida, tanto profissional como na vida pessoal. Após um fim de noivado conturbado com Sidney Sampaio, ela namora há dois anos o jogador de futebol Aislan Lottici.

"Príncipe encantado eu já entendi que ele não existe, mas a gente busca uma pessoa que a gente consiga conviver com os defeitos, que tenha o mesmo propósito de vida que você. Acho que todas as mulheres, até aquelas que não admitem, estão em busca de uma vida familiar. Estou namorando há dois anos, estou bem feliz e satisfeita, minha vida está bem tranquila", conta.

O inferno astral passou e Carol agora só quer olhar para frente. A atriz está bastante otimista e confiante que tudo dará certo em sua vida.

Reprodução/Instagram
Carol Nakamura e o namorado, o jogador de futebol Aislan Lottici Imagem: Reprodução/Instagram


"Acho que sempre que a gente passa por uma coisa muito tumultuada, depois que essa maré vai, leva tudo e vem só coisa boa e é isso que está acontecendo neste momento da minha vida. Eu estava querendo me desafiar, me conhecer, fiz alguns cursos. Eu sou muito intensa, sou uma pessoa que vive com muitas emoções, eu queria trabalhar de outra forma e descobrir se isso funciona", diz.

Por ser oriental, ela via que não tinha muitas oportunidades na área e não perdeu tempo quando soube que "Sol Nascente" teria um núcleo japonês.

"Quando eu soube que estava tendo um teste em que eu estava super dentro do perfil oriental dentro de uma novela, falei 'não posso perder'. Liguei para a produtora de elenco e falei: 'Olha, eu quero fazer o teste'. Eu fiz, não tinha nem personagem ainda, fiz o teste de improvisação, aí depois de um tempão, eu fiz um monólogo, depois fiz um diálogo e depois fiquei sabendo que passei. Estou realizada, gosto de tudo o que estou fazendo, não me incomodo com absolutamente nada, espero permanecer assim o resto da minha vida", vibra.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo