TV e Famosos

Santo da 1ª fase de "Velho Chico" volta como motoqueiro em "A Lei do Amor"

César Alves/Globo
Renato Góes será o motoqueiro Gustavo em "A Lei do Amor" Imagem: César Alves/Globo

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

02/10/2016 07h00

Após se destacar em "Velho Chico", Renato Góes emendará sua segunda novela das nove na Globo. O ator pernambucano, intérprete de Santo na primeira fase da trama de Benedito Ruy Barbosa, viverá o motoqueiro Gustavo na história de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, que estreia nesta segunda-feira (3).

Para Renato, Gustavo é seu personagem mais misterioso da carreira, porque nem ele sabe dizer as características do motoqueiro. "É a primeira vez que eu entro em um trabalho sem saber o que é meu personagem. O convite foi feito de forma carinhosa, há bastante tempo, pela Denise [Saraceni, diretora de núcleo de 'A Lei do Amor']. Fizemos 'Ligações Perigosas', nos identificamos muito e a admiro tanto, é uma mulher tão forte", elogia.

Conforme antecipou o jornalista Flávio Ricco, do UOL, Gustavo tem personalidade duvidosa e vai se envolver com Salete, papel de Claudia Raia, dona de um posto de gasolina. O motoqueiro trabalhará no posto, e Salete se apaixonará por ele. Renato prevê uma ótima parceria com Claudia em seu primeiro trabalho ao lado da atriz.

"Ela está sendo muito legal. Quando você trabalha com alguém que você vê há muito tempo e admira, é difícil não misturar as coisas. Ela sempre foi muito generosa, desde o princípio. No primeiro dia que a gente se conheceu, na apresentação do elenco, ela já fez questão de passar um carinho, falar de parceria e que a gente iria se divertir. Só posso esperar uma boa conexão, estou ansioso para trabalhar com ela", comemora.

O personagem de Góes também estará ligado a um crime que vai movimentar a história. Nas primeiras chamadas da novela, Gustavo apareceu no posto de combustível de Salete acompanhado de um comparsa escondendo um revólver.

O personagem de Renato estreará em "A Lei do Amor" a partir do terceiro mês da novela, por volta do capítulo 50. O ator está ansioso para saber a real índole do motoqueiro: "Quando veio o convite, ela [Denise Saraceni] falou: 'Renato, é uma coisa legal, você vai entrar depois, ninguém vai saber quem ele é. Confie em mim e vai dar tudo certo'".

Parceria com Montagner

Caiuá Franco/Divulgação/TV Globo
Domingos Montagner e Renato Góes Imagem: Caiuá Franco/Divulgação/TV Globo
Renato Góes ainda sente a perda de Domingos Montagner, que morreu afogado no rio São Francisco em 15 de setembro. Ele passou Santo para o colega no segundo mês de "Velho Chico", e os dois mantiveram contato após a saída de Renato da novela. O ator, que também contracenou com Montagner em "Cordel Encantado" (2011), "Joia Rara" (2013), admite dificuldade para gravar na Globo, mas comemora que o novo papel o ajuda a superar a tragédia.

"Foi difícil entrar no Projac [antigo nome dos Estúdios Globo] depois, porque sempre tive essa referência dele sempre próxima de mim, não tem como chegar lá e não pensar exclusivamente nele. É realmente muito difícil. Foi fortalecedor saber que eu ia continuar por ele e sabia que ele iria querer tanto que o pessoal acabasse a novela lindamente em homenagem a ele como também que eu continuasse o meu caminho com mais força. Foi isso que eu fiz. Entrei lá, segurei meu choro", afirma.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo