TV e Famosos

Diretor de "Cocoricó" deixa TV Cultura após 30 anos e se preocupa com crise

Jair Magri/TV Cultura
O ator e diretor Fernando Gomes e seu boneco mais famoso, Júlio do "Cocoricó" Imagem: Jair Magri/TV Cultura

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

06/10/2016 07h00

Um dos profissionais mais reconhecidos da TV Cultura, Fernando Gomes deixou a emissora após 30 anos de trabalho e sucessos como "Castelo Rá-Tim-Bum", "X Tudo" e "Cocoricó". O artista trabalhou pouco na TV pública desde o fim de 2013, quando o núcleo infantil e o "Cocoricó", que comandava e dava vida ao boneco Júlio, foram extintos. Ele optou por não renovar o contrato com a Cultura, que enfrenta uma crise financeira e chegou a ter greve de funcionários em setembro.

Ao UOL, Fernando Gomes conta que já se preparava para sair da Cultura, que o lançou na TV: "Não renovei porque não fazia sentido com o fim do 'Cocoricó'. Acho que o tipo de trabalho que faço não tem muito espaço agora. Saio guardando esse respeito e admiração pela casa onde nasci. Podia sair magoado, mas já passou".

Formado em Artes Plásticas, Fernando começou a carreira em 1986, no "Bambalalão". Encantado com os bonecos do programa, investiu sua carreira na confecção de personagens e criou Júlio, que estreou na TV em 1989 e virou a estrela de "Cocoricó" sete anos depois.

"Cocoricó" passou por reformulações (foi até transmitido ao vivo) e virou semanal, até sair da programação com o fim do núcleo infantil, dirigido por Fernando entre 2010 e 2013. Nos últimos anos, ele foi subutilizado pela Cultura e era chamado apenas para manipular Júlio em programas e eventos especiais, representando a emissora como um "garoto propaganda".

"Fui subaproveitado porque o 'Cocoricó' parou e gravei muito pouco, sempre que precisassem do Júlio. Criei o boneco e sou o manipulador. Brinco que sou o pai e a Cultura é a mãe, porque ela registrou a marca. Não posso levar para outra emissora", afirma.

Além de Júlio, Fernando Gomes interpretou personagens icônicos para quem foi criança nos anos 90. Em "X Tudo", foi o protagonista X. No "Castelo Rá-Tim-Bum", interpretou Gato Pintado, Relógio e Fura-Bolos. Ele também atuou como Garibaldo na nova versão de "Vila Sésamo", clássico dos anos 70, em 2007.

Jair Bertolucci/TV Cultura
Fernando Gomes manipula Júlio no programa "Um Banho de Aventura" (1989) Imagem: Jair Bertolucci/TV Cultura
Crise e novos projetos

Fernando Gomes saiu da Cultura em meio a uma grave crise financeira da emissora que se arrasta desde o fim do departamento infantil. Em setembro, jornalistas cruzaram os braços durante uma semana exigindo reajuste salarial. Preocupado, o profissional é pessimista com o futuro da emissora pública. "Não vejo caminhos para a Cultura reverter essa situação, só lamento programas acabando, pessoas morrendo e continuam em reprise", diz o artista.

Subaproveitado pela Cultura, Fernando Gomes encontrou espaço na TV paga, onde dirige e manipula bonecos nos programas "O Zoo da Zu", do Discovery Kids, e "O Laboratório do Professor Policarpo", do canal Zoo Moo.

Na TV aberta, porém, as emissoras não investem mais em crianças. O diretor está disposto a trabalhar com adultos pela primeira vez para acabar com o estigma infantil que carrega: "Sou muito marcado pela programação infantil, mas não faço só isso. Meu interesse é mostrar meu outro lado, estou aberto a desafios. As pessoas acabam rotulando e quero quebrar isso".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo