TV e Famosos

Biel terá de pagar R$ 4.400 por injúria contra jornalista

Reprodução/YouTube
MC Biel pediu desculpas após ser acusado de assédio por repórter Imagem: Reprodução/YouTube

Do UOL, em São Paulo

10/10/2016 16h08

O cantor Biel terá de pagar cinco salários mínimos (ou R$ 4.400) a uma instituição beneficente em um processo de injúria movido por uma jornalista. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (10), em um acordo que ocorreu durante uma audiência no Fórum da Barra Funda, em São Paulo. 

De acordo com a assessoria do cantor, o processo agora foi extinto, “sem nenhuma condenação”. Biel havia sido acusado de assediar a jornalista durante uma entrevista para o portal iG, onde ela trabalhava. Um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil para apurar o caso.

Ao fim da audiência, Biel conversou com a jornalista pessoalmente. “[Ele] reiterou o pedido de desculpas e ambos se entenderam de forma amigável”, acrescentou a assessoria, informando que ele não irá mais se pronunciar sobre o caso.

Ana Paula Cortez, advogada da jornalista, falou ao “Fofocando”, do SBT, após a audiência e disse esperar que o caso de Biel tenha tido um efeito educativo. “Vamos começar de novo daqui pra frente, esperando que tenha sido uma lição para ele”.

Acusação de assédio

Em junho, o portal iG divulgou trechos do áudio da entrevista em que o assédio teria ocorrido. Quando a repórter menciona que tem 21 anos, o cantor, 20, afirma: "Se eu te pego, eu te quebro no meio".

Em outro momento da conversa, a jornalista pede que Biel comente rumores sobre sua suposta bissexualidade. "Por que? Você quer que eu te mostre com atos e ações?", afirma ele, que completa: "E eu sou heterossexual. Eu gosto é de b*****".

Em seguida, Biel se refere à jornalista como "gostosinha". "Mano, que 'ramelona' essa mina, mas dá um desconto porque ela é gostosinha", disse a um amigo durante a entrevista.

Em outro trecho, a repórter faz uma pergunta sobre a relação do cantor com as fãs. "Te incomoda quando pedem selinho?". Ele afirma: "Não, eu dou. Você quer um?". A jornalista responde com uma negativa.

Segundo passagem do boletim de ocorrência divulgado pelo programa "Cidade Alerta", da Record, Biel ainda teria declarado: "Queria que sua entrevista fosse a última. Te levaria para um hotel e te estupraria rapidinho".

Após o caso se tornar público, o cantor, que havia sido convidado para carregar a tocha olímpica em Fortaleza, foi desconvidado pelo Comitê Organizador Rio-2016.

Na época, Biel se defendeu com uma declaração no Instagram em que se dizia 'triste" com o episódio, que classificou como um "mal-entendido". "Machista? Nem homem me considero ainda pra ser prepotente ao ponto", disse o cantor.

Depois, ele divulgou em suas redes sociais um vídeo com um pedido de desculpas. "Estou aqui para me desculpar não só com a repórter, mas com todas as mulheres que se sentiram ofendidas", afirmou. Ele também afirmou estar em dívida com a própria família por conta do episódio. "Não foi a educação que eles me deram. Isso não vai acontecer de novo", prometeu.

Segundo o colunista Fernando Oliveira, do portal F5, Biel estava sendo cotado para participar dos quadros "Dança dos Famosos", do "Domingão do Faustão", e "Saltimbum", do "Caldeirão do Huck". Diante das acusações, a emissora preferiu vetá-lo, assim como a veiculação da música "Química", parte da trilha sonora de "Haja Coração".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo