TV e Famosos

Carl Schumacher, de "A Turma do Didi", morre aos 53 anos em Contagem (MG)

Reprodução/Facebook/Carl Schumacher
Ator, diretor e dramaturgo Carl Schumacher morreu no domingo (23) em MG Imagem: Reprodução/Facebook/Carl Schumacher

Do UOL, em São Paulo

24/10/2016 09h40Atualizada em 25/10/2016 08h15

O ator e dramaturgo Carl Schumacher foi encontrado morto no domingo (23), aos 53 anos, em Contagem (MG). Segundo o amigo Alexandre Bandeira, ele morreu enquanto dormia.

"Não queria ser eu a pessoa a vir aqui e falar isso, mas infelizmente nosso amigo Carl Schumacher veio a falecer. Chegamos para o ensaio e ele já não estava mais entre nós, vá meu amigo vá brilhar ao lado de Deus. Tenho certeza que você agora está em um lugar bem melhor", escreveu Bandeira no Facebook.

A causa da morte não foi informada. "Morreu de morte natural, não sentiu nada, morreu dormindo a noite", informou o amigo do ator. Ao UOL, ele contou que foi o último a falar com Schumacher antes dele ser encontrado sem vida. "Eu fui o último que o viu e falou com ele. Quem chegou lá, junto, que encontrou [o corpo], fui eu e a minha colega Flaviana" , disse. 

Em seu perfil do Facebook, Flaviana Léo lamentou a perda. "Acabo de encontrar meu querido diretor Carl Schumacher, sem vida... Não deu tempo de socorrê-lo... Muito Obrigada, querido! Pelos presentes que você me deu! Belíssimas personagens! Aulas de atuação! Obrigada pelos últimos dias incríveis!", se despediu.

O corpo será velado na terça, a partir das 9h, no cerimonial da Santa Casa de Misericórdia, em Belo Horizonte (MG). O enterro será às 14h, no Cemitério da Paz.

Schumacher nasceu em 25 de dezembro de 1962. Seu último trabalho na TV foi no elenco do humorístico "A Turma do Didi", da Globo, no qual fez vários pequenos papéis, como o sogro do Didi (Renato Aragão) e em outra participação como sogro do cantor Luan Santana. Ele também participou de novelas como "A Favorita" (2008), "Eterna Magia" (2007), "Bang Bang"(2005), além de trabalhos que fez na Band e SBT. Atualmente, estava envolvido na direção da peça "Amor de Vampira". 

Sua estreia como dramaturgo foi em 1985, com o premiado texto "João & Maria ad infinitum". Além de novelas e peças de teatro, participou ao longo de mais de 30 anos de carreira de óperas, operetas, musicais, séries para TV e filmes. Neste ano, ele planejava lançar um livro, "Aldebarã", que começou a ser escrito após a morte da mãe. O romance, de gênero fantasia e contado em série, era inspirado em uma peça de teatro. 
 
Divulgação/TV Globo
Carl Schumacher na novela "Eterna Magia" (2007) Imagem: Divulgação/TV Globo
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo