TV e Famosos

Após vencer 4º câncer, jornalista Susana Naspolini retorna à TV na segunda

Reprodução/TV Globo
Jornalista Susana Naspolini retorna à TV na próxima segunda-feira Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

04/11/2016 15h04

Após um período distante da televisão, a jornalista Susana Naspolini anunciou que irá retornar na próxima segunda-feira (7) ao "RJTV - 1ª Edição", telejornal local da Globo no Rio de Janeiro.

Naspolini ficou cerca de seis meses fora do ar para tratar de um câncer de mama, o quarto tumor enfrentado pela profissional ao longa da vida.

"Primeiro de tudo, queria agradecer muito, muito demais, o apoio que vocês me deram durante o período em que eu estive afastada. A torcida, as orações deram certo, estou bem, estou feliz, pronta o nosso 'RJ Móvel' [quadro no qual Susana apresenta no 'RJTV'], que volta com tudo na segunda-feira. Vamos cobrar, estamos de olho e, principalmente, estamos juntos", disse ela, alegre, comemorando o retorno ao ar.

A primeira aparição de Naspolini será numa reportagem em Seropédica, cidade localizada na Baixada Fluminense. Colegas de emissora comemoraram a notícia desejando sorte no retorno ao trabalho.

Com um estilo popular de apresentar o quadro "RJ Móvel", no "RJTV", Naspolini conquistou um público pela forma descontraída e criativa de gravar suas matérias. Para comemorar uma obra concluída, a repórter costuma ganhar bolo e café da manhã dos moradores das comunidades que visita.

A jornalista de 43 anos, que ficou viúva, em 2014, do apresentador e narrador esportivo Maurício Torres, já enfrentou um linfoma, aos 18 anos, dois cânceres da mama e um na tireoide, em 2010.

Em entrevista ao programa "Encontro", Naspolini contou que desabou, que chorou bastante, mas que recebeu o apoio da família quando soube do diagnóstico do último tumor.

"A gente não pode alimentar o 'monstro', sabe?! É um diagnóstico pesado, longo, não é fácil. Agora é uma doença e ponto final. A minha vida não é o câncer, é um ponto da minha vida, então, vamos encará-lo, vamos tratá-lo. Eu tenho a minha filha linda, a minha família linda, o meu trabalho, a minha vida é muito mais do que isso [o câncer]", avaliou.

Segundo a jornalista, combater a doença é uma corrida contra o tempo, mas que é possível, sim, e que os políticos precisam ter consciência dessa urgência.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo