TV e Famosos

No Cartoon, Marcelo Tas ganha versão animada e entrevista a si mesmo

Divulgação
Marcelo Tas terá versão de si mesmo em desenho na terceira temporada do "Papo Animado", do Cartoon Network Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

07/11/2016 07h30

Velho conhecido dos programas infantis, Marcelo Tas retorna a esse universo nesta segunda-feira (7), quando estreia a terceira temporada do “Papo Animado”, talk show do Cartoon Network em que entrevista personagens dos desenhos.

Dessa vez, Tas não só vai bater um papo com os personagens da ficção – o Macaco Louco, de “As Meninas Superpoderosas” e o cão Jake, de “A Hora da Aventura” já foram alguns de seus entrevistados –, como também entrevistará a si mesmo, em versão animada, e ganhará uma assistente de produção inusitada: a Princesa Caroço, do desenho “A Hora da Aventura”.

As novidades vieram de uma ideia que foi sugerida pelo próprio Tas e depois absorvida no roteiro, escrito por Vivian Arias e Camila Ferreira. “Ela é fruto de uma coisa que a gente tinha falado na temporada 2, de umas ideias que eu tinha dado de mostrar o que tem em volta do talk show, meio que dar uma surpreendida no pessoal que já tinha entendido”, contou ao UOL o apresentador, que também participa do processo de criação dos episódios.

Divulgação
A Princesa Caroço é a assistente de produção de Tas na terceira temporada do "Papo Animado" Imagem: Divulgação
A experiência de entrevistar a si mesmo foi definida por Tas como “estranha”. “A princípio, eu achei que iria dar muito errado, essa coisa do Tas entrevistar o Tas, eu acho muito arriscado”, lembrou o jornalista. Mas, no fim, o processo de criar sua versão animada teve um resultado que o surpreendeu.

“Foi uma coisa que a gente foi fazendo bem aos poucos, para descobrir a voz dele, que acabei fazendo, a aparência. Foi o que demorou mais, a gente foi criando ele aos poucos e vendo se a gente gostava, se a gente ia curtir. No final, acabou que é o que eu mais gosto”, afirmou ele, que revisitou o passado para o episódio: “Para criar o roteiro, a gente conversou muito sobre a minha infância. Sobre tudo aquilo ali, você tem medo de quê? Quando você perdeu o cabelo? Para criar as perguntas, a gente deu um mergulho na minha vida de verdade mesmo. Tenho medo de minhoca, sou careca desde os 25 anos, aquelas coisas mesmo”.

"Transe do candomblé"

Para gravar o “Papo Animado”, Tas não interage com ninguém. As respostas dos personagens vêm por meio de um ponto eletrônico, que só ele escuta – em um processo que ele diz que é similar a um transe.

“Acho que a coisa mais próxima que já vivi disso é um transe parecido com um transe do candomblé, que é você ouvir muitas vozes. Aquelas vozes todas eu ouço dentro da minha cabeça, com o ponto eletrônico, só eu estou ouvindo. Mas depois de meia hora de gravação, é como se eu estivesse lá no meio deles”.

E já que não há com quem interagir, o apresentador também conta com uma ajudinha da produção para saber onde olhar. “Eu fico ali trancado num mundo, ouvindo essas vozes em alta qualidade. Os caras com umas cartolinas no set, [dizendo] para onde eu devo olhar, de que lado a bola vai cair. É literalmente uma brincadeira de ver coisas que não existem, ver e ouvir coisas que não existem”, completou.  

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo