TV e Famosos

Após frase polêmica, Faustão se explica e discute violência contra mulher

Reprodução/TV Globo
Faustão se explica e discute violência contra mulher após frase polêmica Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

13/11/2016 18h14

Depois de provocar polêmica ao afirmar que "tem mulher que gosta de homem que dá porrada", Faustão aproveitou o espaço em seu programa na tarde deste domingo (13) para explicar o sentido da declaração.

"Quando eu disse sobre a 'questão da porrada' não é nada disso que muita gente, muita gente, não, algumas pessoas entenderam. Elas [as bailarinas do programa], inclusive, entenderam, porque são meninas que fazem faculdade. Às vezes, você fala para uma amiga 'não se mete com esse cara porque ele é galinha ou ele é porco, é pão duro ou é bebum', aí o que acontece, a mulher não ouve o amigo ou a amiga, ela insiste porque ela acha que vai recuperar, e foi isso que falamos aqui", se justificou Faustão.

O apresentador também debateu o assunto com a cantora Marília Mendonça. "A violência doméstica é crime. A gente fala sobre isso há muito tempo, há mais de 20 anos. Agora, também é aquilo, se você está com relacionamento sério, o cara é grosso, te trata mal, não vale a pena também [continuar]", finalizou Fausto.

Na semana passada, Fausto Silva provocou a ira de internautas nas redes sociais ao afirmar que "tem mulher que gosta de homem que dá porrada".

"Homem que dança leva vantagem com a mulherada?", perguntou Fausto à plateia. Depois de receber a resposta positiva, o apresentador emendou. "Tem mulher que gosta de homem bêbado, que gosta de homem que dá porrada, ela diz 'vou recuperá-lo'. Ah, então vai ser enfermeira, p @ # # @", disse ele, sem segurar o palavrão.

"Mas tem mulher que gosta de homem que sabe dançar, que puxa a cadeira", amenizou, em seguida.

As palavras do apresentador geraram reação (negativa) imediata de O web. "Senhor Fausto Silva não 'existe mulher que gosta de apanhar', tem mulheres sim, aprisionadas em histórias de muita dor", disse um deles, acrescentando a famosa hashtag #calaabocafaustao.

"Estava vendo o Faustão e ele me solta um 'tem mulher que gosta de bêbado, de homem que dá porrada'. Meu deus, que nojo", repudiou outro.

Organizações Não Governamentais, como a Rede Mulher e Mídia, coletivo de entidades que defendem direitos das mulheres, também enviaram carta pedindo direito de resposta à direção da TV Globo, conforme informou a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo dados divulgados pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, o Ligue 180, número da Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, registrou um aumento de 133% nos relatos envolvendo violência doméstica e familiar, no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período em 2015. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos

Topo