PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Ator que faz Luisão diz que ficou arrasado com morte chocante em "Supermax"

Luisão, interpretado pelo ator Brumo Bellarmino, morre esfolado em "Supermax" - Divulgação/TVGlobo/Fabio Rocha
Luisão, interpretado pelo ator Brumo Bellarmino, morre esfolado em "Supermax" Imagem: Divulgação/TVGlobo/Fabio Rocha

Gisele Alquas

Do UOL, em São Paulo

23/11/2016 07h00

Uma das cenas mais chocantes da série "Supermax", da TV Globo, foi ao ar nesta terça-feira (22) com a morte de Luisão, interpretado pelo ator Bruno Bellarmino. O ex-lutador de MMA caiu em uma armadilha provocada pelas criaturas que habitam o presídio e, além de ter o braço perfurado por galhos, teve a pele totalmente arrancada. Em sua última cena, Luisão, ainda vivo, foi pendurado na grade e encontrado por Janette (Maria Clara Spinelli), que ficou horrorizada ao ver o companheiro desfigurado.

Em entrevista ao UOL, Bellarmino, de 35 anos, diz que ficou arrasado com o fim do personagem e ressalta que ele morreu como herói ao tentar escapar do local para buscar ajuda para os outros confinados. “A morte tinha que acontecer, fiquei muito triste, até pela história dele. Foi um personagem forte. Me simpatizei demais ao Luisão. Se eu não tivesse feito, era uma personagem que eu torceria para que sobrevivesse. Foi como se tivesse perdido alguém que eu amasse", lamenta o ator.

Bellarmino usou molde de seu próprio corpo nas cenas em que o lutador aparece esfolado. Segundo ele, todo o preparo foi intenso e cansativo. A cena em que o ator ficou no buraco com o galho enfiado no braço demorou cerca de três horas entre preparação e gravação. No final, Bellarmino diz que chorou: “Ele teve esse lado humano, foi um sujeito visceral. É muito ruim ver pessoas que querem lutar para sobreviver e não conseguem”. 

Pernambucano de Olinda, Bruno Bellarmino participou de oficina de teatro quando era adolescente. Teve a certeza que queria ser ator ao atuar no filme “Paraísos Artificiais”, lançado em 2012. Há seis anos morando em São Paulo, fez vários trabalhos para os canais HBO, Warner e Universal Channel. Estreou na TV Globo em 2015, ao participar do primeiro capítulo na minissérie 'Os Experientes', de Fernando Meirelles.  

O ator conta que não foi difícil compor Luisão, um ex-lutador de MMA que se culpa pela morte de um adversário no ringue durante a luta. “Praticava artes marciais em Olinda e em São Paulo comecei a praticar boxe, fiz muay thai. Não para ser lutador, mas por causa da disciplina. Para mim, as artes marciais são canalizadoras de energia. Eu consigo ficar mais focado, menos estressado”, conta ele.

Luisão, interpretado pelo ator Brumo Bellarmino, morre esfolado em "Supermax" - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Luisão, interpretado pelo ator Brumo Bellarmino, morre esfolado em "Supermax"
Imagem: Reprodução/TV Globo

Sua primeira cena em “Supermax” – quando o personagem grava um vídeo se apresentando no reality show – é a que considera a mais difícil. “Era uma cena muito simples, mas como era a primeira, eu estava muito nervoso. E eu só saberia como ele se comportaria no decorrer do trabalho. Queria alcançar isso logo”, lembra ele.

Baixa audiência
Conforme noticiou o colunista do UOL Maurício Stycer, “Supermax” acumula os números de audiência mais baixos já registrados por uma série da Globo na faixa horário de exibição – normalmente dedicada a séries cômicas ou à novela das 23h. E também tem o fator de a Globo ter disponibilizado os 11 episódios no serviço de streaming Globo Play.

Criação de José Alvarenga Jr., Marçal Aquino e Fernando Bonassi, "Supermax" é uma experiência inovadora, para a emissora, por introduzir elementos de terror à história de suspense. Bruno Bellarmino diz que procura acompanhar a audiência e acredita que as pessoas ainda não têm o costume de assistir séries brasileiras desse segmento.

Cena em que Luisão lambe o vidro da despensa é a favorita do ator - Reprodução/TV Globo - Reprodução/TV Globo
Cena em que Luisão lambe o vidro da despensa é a favorita do ator
Imagem: Reprodução/TV Globo

“As pessoas associam terror com filmes escatológicos, com muito sangue, quando na verdade existem outros fatores, como psicológico. Eu achei muito bacana essa temática de ‘Supermax’. ‘The Walking Dead’, por exemplo, faz sucesso por conta disso, com bom roteiro, bons atores. Daqui há 10, 15 anos as pessoas vão citar ‘Supermax’ como pioneirismo nesse segmento na TV brasileira”, conclui Bellarmino.

O ator conta que recebe muitas mensagens de jovens o parabenizando pelo trabalho. Ele afirma que fica muito feliz com o retorno do público e que procura responder a todos. “Recebo mais mensagens nos finais de semana, deve ser porque as pessoas fazem maratona da série. É muito legal saber que gostam do meu trabalho, que sou referência”, diz ele, que ressalta que poucas pessoas o reconhecem pela caracterização do personagem.

“Me perguntam se sou eu mesmo. Mas junto com a direção da Globo decidimos assumir uma caraterística diferente da minha, queria mudar totalmente. E a atitude foi muito correta. Eu me amarrei."

Olhando em retrospecto sua participação, ele destaca o quarto episódio de “Supermax” como seu favorito. “Tem uma cena que ele dá a lambida no vidro que achei muito massa. Foi divertido, é autêntico”, afirma o ator, que em 2017 estreia a série “Natureza Morta”, na CineBrasilTV, ao lado de Erom Cordeiro, que atuou com ele em “Supermax”. 

TV e Famosos