TV e Famosos

Calero posta cena de "Vale Tudo" que diz que Brasil é país de trambiqueiro

Reprodução/Globo
Fátima ouve lição de avô em "Vale Tudo": "Todo mundo é corrupto porque você aceita isso como coisa natural. A corrupção é uma bola de neve" Imagem: Reprodução/Globo

Do UOL, no Rio

25/11/2016 20h15

Antes de prestar depoimento à Polícia Federal, o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero publicou em seu perfil do Facebook, na madrugada de quinta-feira (24), uma cena da novela "Vale Tudo", exibida na Globo em 1988, em que Salvador (Sebastião Vasconcelos) dá uma lição em Maria de Fátima (Gloria Pires).

"Bravo", escreveu Calero ao incluir o link do vídeo em sua rede social.

Na cena, após ela tentar convencer o avô, que é funcionário da Aduana em Foz do Iguaçu, a fazer vistas grossas com o contrabando de videocassetes trazidos do Paraguai por César (Carlos Alberto Riccell), ele chama a atenção:

"Na prática, Fátima, quem deixa passar mercadoria sem pagar imposto está prejudicando o Brasil".

A vilã ironiza cantando um trecho do hino nacional e completa: "Será que se livrar um amigo meu de pagar uma mixaria de imposto vai levar o país à falência?"

"O país já foi à falência, econômica, moral", diz o avô.

"Eu estou falando de meia dúzia de videocassetes", reclama Fátima.

"Que a lei não deixa entrar para você comprar produtos brasileiros, mesmo que sejam inferiores aos que fazem lá fora. Porque só assim, pode ser que um dia este país tenha mercado para fabricar coisas melhores. A nação tem que ir para frente, Fátima", completa Salvador.

"Ótimo vovô. O último homem honesto do Brasil. Isso dá reportagem pro 'Fantástico'. Agora vai conseguir o que com isso, vovô? Chegar a sua idade com uma mão na frente e outra atrás e uma porcaria de uma casa num fim de mundo", resmunga.

"Isso aqui é um país de trambiqueiro. Está pensando que eu não leio jornal? Vai conseguir o que com essa honestidade? Vai acabar com os assaltantes, com os pivetes, com os marajás, com político ladrão. Com os colarinhos brancos que estão aí dando golpes de milhões e milhões de dólares?", questiona a neta que ainda completa:

"Ninguém presta. De uma maneira ou de outra aqui nesta terra todo mundo é corrupto".

"Todo mundo é corrupto porque você aceita isso como coisa natural. A corrupção é uma bola de neve", diz o avô.

"Tem colega seu que tem apartamento de 200m² em Ipanema", provoca a neta.

"Eu não queria um apartamento de 1000m² em Paris. Se tivesse que dormir com peso na consciência de ter contribuído para o tráfico de drogas, para o contrabando pesado porque quem é conivente também é responsável. Não quero ser conivente com essa política corrupta que tem aí, não", diz Salvador, já exaltado.

Calero pediu demissão do cargo de ministro na semana passada alegando ter sido pressionado pelo agora ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) a liberar a construção de um edifício em Salvador, vetado parcialmente pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, subordinado ao Ministério da Cultura).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo