PUBLICIDADE
Topo

Televisão

Sophia diz que não esperava favoritismo na "Dança": "Nunca dancei a dois"

Sophia Abrahão chega à final da "Dança dos Famosos" como favorita - Divulgação/TV Globo
Sophia Abrahão chega à final da "Dança dos Famosos" como favorita Imagem: Divulgação/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

11/12/2016 07h00

A final da “Dança dos Famosos”, que acontece neste domingo (11), tem uma clara favorita: Sophia Abrahão, que liderou boa parte da competição. Mas, embora esteja costumada aos palcos, a atriz e cantora não esperava o favoritismo.

“Na verdade, eu nunca havia dançado a dois, que é bem diferente da dança em grupo ou solo, como fazia nos meus shows e em ‘Rebelde’”, disse a atriz ao UOL. “A cada domingo fui me dedicando e me descobrindo capaz de aprender mais e mais. Estou feliz de ter chegado à final”.

Animada com a nova modalidade, Sophia não pensa em abandoná-la tão cedo: “quero continuar a dançar a dois depois que o quadro terminar, já avisei o Sérgio [Malheiros, seu namorado]. Quero fazer dança de salão”.

Os ritmos preferidos da atriz, aliás, foram os mais clássicos. “Eu curti bastante os estilos mais clássicos, como o foxtrote, apesar da dificuldade do sapateado.  E o funk me deixou um pouco nervosa também, pois é uma dança mais individual, onde fiquei mais no solo”.

Além das dificuldades – “aprender diferentes estilos de dança em tão pouco tempo, e superar as dores físicas e os machucados ao longo do quadro”, citou Sophia –, o ritmo intenso dos ensaios da “Dança” trouxe muitas mudanças ao corpo dela: “Ele está mais firme e definido, além disso, ganhei mais postura corporal”.

“Um pouco mais dolorido”

Felipe Simas disse que ficou mais dolorido com a "Dança" - Divulgação/TV Globo - Divulgação/TV Globo
Felipe Simas disse que ficou mais dolorido com a "Dança"
Imagem: Divulgação/TV Globo

Também com um bom desempenho no quadro, o ator Felipe Simas contou que a semana de preparativos que antecedeu a final foi a mais difícil para ele, já que precisa ensaiar dois ritmos: “A gente está pegando um e logo vem o outro, então não pode deixar o pessimismo entrar na cabeça. Tem que sempre olhar pelo lado positivo e buscar o melhor dentro da gente”.

As dores também se tornaram mais constante na vida do ator por causa da disputa: “Fiquei um pouco mais dolorido (risos), mas eu gosto. Sou atleta, então o corpo sente falta também de um trabalho físico”, contou.

Felipe contou que, durante parte da competição, passou por dificuldades que se refletiram nela. “Durante o programa, passei por momentos difíceis fora daqui e isso atrapalhou um pouco meus ensaios em duas semanas, não fiquei tão relaxado e não consegui me divertir na apresentação. E isso é o que eu busco. Isso aconteceu nas semanas do forró e da salsa”.

Rainer Cadete é a "zebra" da "Dança dos Famosos", mas não se intimida - Divulgação/TV Globo - Divulgação/TV Globo
Rainer Cadete é a "zebra" da "Dança dos Famosos", mas não se intimida
Imagem: Divulgação/TV Globo

A zebra

Considerado a zebra da final, o ator Rainer Cadete teve uma trajetória irregular, mas não fica intimidado com os colegas. “Isso poderia me assustar e me desanimar para ir para a final. Mas estou indo com todas as minhas forças. Acredito que é tipo o time de Piracicaba 15 jogando com o Flamengo. Todo mundo acha que o Flamengo vai ganhar, mas o Piracicaba 15 não vai facilitar, então é isso (risos). Apesar da torcida do Flamengo, tudo pode acontecer e eu vou dançar com a minha alma. E vou me divertir, porque vai ser a minha última dança”, disse.

Assim como Felipe, Rainer também classificou a semana da final como a mais difícil. “Paso doble foi muito legal, é uma dança que não é comum, você não vê ninguém dançando por aí. O maior desafio tem sido o atual, aprender dois ritmos que são muito técnicos (samba e tango) não é fácil”.

 

Televisão