Topo

Famosos

Bruna Marquezine chora ao falar sobre experiência em campo de refugiados

Reprodução/TV Globo
Bruna se emociona ao falar sobre missão Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

18/12/2016 23h29

Bruna Marquezine se emocionou ao detalhar a sua experiência num campo de refugiados na Jordânia e no Líbano, no Oriente Médio, em novembro.

Durante entrevista ao "Fantástico", da Globo, a atriz contou que se interessou pela causa depois de participar de um coral só com crianças refugiadas, no ano passado. A partir de então, ela percebeu que, para entender o drama daquelas crianças, teria que vivenciar de perto.

"Há um ano fui em um evento, num coral só com crianças refugiadas, e ali fiquei bem impactada, comecei a me interessar mais pela causa. Eu queria entender e achei que, para entender, seria necessário eu vivenciar, e foi aí que surgiu a missão", explicou a atriz. "Desde o início, eu identifiquei duas maneiras de ajudar: primeiro, divulgando [a causa], e a segunda, estar presente, levar carinho, levar atenção e amor", contou.

Bruna disse ainda que se emocionou em vários momentos, mas um deles foi especial devido à história dramática vivida pela menininha de 5 anos que conheceu no local.

"Logo no primeiro dia, a gente foi até um abrigo de emergência temporário só para crianças desacompanhadas. E lá tinha uma criança, uma menina, ela e todos os irmãos estavam no abrigo. Ela devia ter uns cinco anos e era extremamente carinhosa. Eles foram retirados da família porque a mãe estava jogando gasolina para matá-los. E era estranho porque eu não conseguia entender (pausa, choro), aquela coisinha pequena, capaz de dar tanto carinho, amor, e ela não recebia esse amor", prosseguiu.

"Eu sei que as nossas crianças, no Brasil, também precisam de atenção, mas não fazia mais sentido para mim, saber que tem crianças nessa situação... e não vou me envolver só porque não acontece no meu país? Eu preciso fazer alguma coisa", finalizou a atriz.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!