Topo

Televisão

Ancine libera R$ 4,5 milhões para 2ª temporada de "A Garota da Moto" no SBT

Divulgação
Christiana Ubach, protagonista da série "Garota da Moto" Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

03/01/2017 13h35

A série "A Garota da Moto", exibida entre julho e agosto pelo SBT, e em novembro no canal pago Fox Life, foi contemplada com R$ 4,5 milhões pelo programa Brasil de Todas As Telas, da Ancine (Agência Nacional do Cinema) para a produção de sua segunda temporada, ainda sem data de estreia.

Com bons índices de audiência na primeira temporada e elogios da crítica especializada, "A Garota da Moto" conta a história de Joana, uma motogirl que vive em São Paulo. O programa foi uma aposta certa do SBT para atingir o público adolescente após grande investimento em conteúdos infantis.

Com R$ 4,5 milhões, a segunda temporada de "A Garota da Moto" foi beneficiada junto com outros 10 projetos, de diferentes editais, para a TV e para o cinema. Segundo comunicado do SBT, o elenco da primeira temporada deve ser mantido.

A segunda produção com maior investimento, de R$ 3 milhões, e também contemplada foi do longa de ficção "DAS - Divisão Antisequestro", produzido pelo grupo Afro Reggae e com distribuição da Downtown Filmes. 

Derivado de "Chiquititas", a série "Z4, com investimento de R$ 2,6 milhões só aguardava o aval da Ancine para iniciar a produção. Ela será exibida pelo SBT.

Paulo Miklos deve estrelar os 13 episódios de "Z4" ao lado de quatro atores aproveitados do elenco de "Chiquititas". O ex-Titãs será Zé, o dono de uma mansão que treina e orienta quatro jovens artistas que sonham em fazer sucesso com uma banda.

Somados os 11 projetos selecionados, o investimento total chega a R$ 17,4 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Criado há três anos, o Programa Brasil de Todas As Telas é uma ação do governo que visa a expansão do mercado e a universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!