Televisão

"Minha avó foi uma lutadora e entusiasta da vida", diz Tiê sobre Vida Alves

Kiymori Mori/Folhapress
22.dez.2003 - Vida Alves, que participou da primeira transmissão de TV e também deu o primeiro beijo na televisão brasileira com o ator Walter Forster, na TV Tupi, na novela "Sua vida me pertence", em 1951 Imagem: Kiymori Mori/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

04/01/2017 13h57

Tiê, neta da atriz Vida Alves, que morreu por uma falência múltipla dos órgãos, disse na manhã desta quarta-feira (4) que a avó foi uma "lutadora" e "entusiasta da vida". Usando sempre um óculos escuro, a cantora ressaltou ainda a dificuldade que a atriz passou no início de sua carreira.

"Ela sempre foi uma entusiasta da vida. No início [da carreira] foi difícil, era muito pobre e foi para a rádio Tupi por necessidade mesmo. Então, desde o começo ela sempre foi lutadora e entusiasta das coisas que conseguia", disse Tiê, em entrevista ao "Hoje em Dia", da TV Record.

Marcelo Camargo / Estadão Conteúdo
A cantora Tiê acompanha o velório da avó, a atriz Vida Alves, no Cemitério do Araçá, em São Paulo Imagem: Marcelo Camargo / Estadão Conteúdo
"Vai fazer muita falta, mas é o ciclo da vida, sei também que ela foi descansar. Era uma pessoa muito querida, vai fazer falta", prosseguiu, mais tarde, no "Balanço Geral".

Emocionada, Thaísa Alves, filha de Vida Alves, contou que a mãe deixa também um legado para a história da televisão brasileira. "Ela deixa para a minha família uma história de muito orgulho, e para a história da televisão brasileira, ela deixa um legado muito interessante: paixão", afirmou.

Vida Alves, que morava em São Paulo, estava internada havia uma semana em um hospital no centro da cidade. Morreu na noite desta terça-feira. Ela deixa dois filhos, três netos e três bisnetos. O enterro será realizado nesta quarta, às 16h, no cemitério do Araçá, na capital paulista, e aberto ao público, a pedido da própria veterana.

A atriz ficou conhecida por ter protagonizado o primeiro beijo da TV brasileira, ao lado do ator Walter Forster, na novela "Sua Vida Me Pertence", da extinta TV Tupi, em 1951. Ela também atuou no primeiro beijo gay, nos anos 1960, também na Tupi.

Foi uma das fundadoras da Associação dos Pioneiros da Televisão (Pró-TV) e durante muito tempo se dedicou ao Museu da Televisão Brasileira, em São Paulo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
Topo