Topo

Televisão

Série sobre história do Brasil com narradores bêbados ganha data de estreia

Divulgação/Viacom
Danilo Gentili bebe todas para recontar a história de Dom Pedro I e a Marquesa de Santos no "A História Bêbada - Drunk History" Imagem: Divulgação/Viacom

Natália Guaratto

Do UOL, em São Paulo

14/03/2017 04h00

Aposta do Comedy Central para movimentar a grade do canal, "A História Bêbada – Drunk History", teve sua data de estreia definida: 10 de abril, uma segunda-feira, às 23h.

Criada nos Estados Unidos, a série teve supervisão artística de Danilo Gentili e também será exibida no "The Noite", do SBT.

Na primeira temporada, com oito episódios de 30 minutos, 23 narradores, entre atores, atrizes, roteiristas, comediantes e o próprio Gentili, revisitam um fato histórico do Brasil.

O diferencial é que eles precisam narrar os fatos completamente bêbados. As histórias escolhidas vão desde o romance entre Dom Pedro I e Marquesa de Santos, passando pela Guerra de Canudos, até a história da música "Com Que Roupa Eu Vou", de Noel Rosa.

Gravações tiveram "vestibular da bebedeira"

Divulgação/Viacom
Atores recriam história de Carlota Joaquina em episódio do "A História Bêbada – Drunk History", nova série de comédia do Comedy Centrall Imagem: Divulgação/Viacom
"Tivemos alguns PTs (perdas totais) pelo caminho", revelou o diretor Amilcar Oliveira em entrevista ao UOL. "Dois no hospital, algumas vomitadas, umas em cena e outras que soubemos só depois que a pessoa chegou em casa".

Para participar do projeto todos os narradores passaram por exames médicos. "Teve gente que foi gongado e não fez o programa. Não passou no vestibular da bebedeira", contou Oliveira.

A primeira temporada do "Drunk History" teve locações em Santana de Parnaíba, Santos e no Clube Nacional, um casarão de época localizado no bairro do Pacaembu, em São Paulo.

Filmada em dois meses, a produção envolveu 159 sets, 684 figurinos e mais de 250 personagens. Só o ator Felipe Montanari chegou a interpretar seis personagens num mesmo dia.

Criada no canal do YouTube Funny or Die, um dos primeiros a fazerem esquetes na plataforma de vídeos, o formato migrou para a televisão e outros países. No Méximo está em sua quarta temporada. A versão americana já teve participações de famosos como Jim Carry e Ryan Gosling.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!