Famosos

"Me considero uma feminista liberal", diz Juliana Paes após frase polêmica

Divulgação/TV Globo/Cesar Alves
"Acho errado esse desejo de igualdade com os homens a todo custo", disse Juliana Paes à revista Imagem: Divulgação/TV Globo/Cesar Alves

Felipe Abílio

Do UOL, em São Paulo

05/04/2017 13h40

Após gerar polêmica ao criticar os "excessos do feminismo" dizendo achar errado "a luta por igualdade com os homens a todo custo", Juliana Paes voltou a falar sobre o tema durante um evento de moda nessa terça-feira (4) em São Paulo.

"Li uma coisa esclarecedora que não tem nem a ver com a minha entrevista em si, mas é um termo que se chama equidade. Me considero uma feminista liberal, mas quando você fala de igualdade o termo apropriado é equidade, porque acho que a igualdade não existe e viva as diferenças. A minha ponderação foi muito mais comportamental do que filosófica", disse ela sobre o termo cujo significado quer dizer "respeito à igualdade de direitos".
 
A atriz falou que de um modo geral a luta para que homens e mulheres tenham os mesmos direitos continua, mas que o termo usado não seria "igualdade".
 
"Tenho características que são inerentes a ser mulher, minha maneira de ver as coisas, de encarar as situações, minha maneira de liderança, que é diferente da sua porque você é homem, então é bacana que exista essa diversidade, era sobre isso que eu estava falando, no comportamento. Friso que a igualdade de oportunidades, de chances, de ter acesso as mesmas coisas, de sermos ouvidas de maneira igual, isso se chama equidade é muito mais importante que o comportamento, mas que bom que mesmo quando não se entende o assunto entra em discussão".
 
Embaixadora da ONU Mulheres do Brasil que luta contra a violência à mulher, a atriz comentou a acusação contra o ator José Mayer, com quem já atuou em "A Favorita".
 
"Ele é uma pessoa querida, teve um momento infeliz, um episódio triste, como todos nós podemos ter, ele se desculpou e isso trouxe luz a um tema pertinente, e que bom que as mulheres estão unidas para falar sobre isso, sou uma defensora, luto a favor da ONU, contra violência contra as mulheres e são temas espinhosos, machuca saber que a mulher precisa batalhar para isso. Estou feliz e orgulhosa de ver tantas mulheres e amigas lutando neste dia que ficou tão emblemático".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Entrevista: Fernanda Young
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo