Topo

Famosos

Aposentada gastou R$ 1.200 votando em Emilly: "Lembra filha que morreu"

Marcela Ribeiro/UOL
Aposentada Luciane Santiago encontrou em Emilly, a vencedora do "BBB17", um refúgio para a depressão que enfrentou após a morte da filha Imagem: Marcela Ribeiro/UOL

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

17/04/2017 10h11

Há quatro meses a aposentada Luciane Santiago vive em depressão desde que perdeu sua filha, Maria Clara, aos 19 anos, de leucemia. A melhora significativa veio depois que ela começou a assistir o "Big Brother Brasil" e conheceu Emilly.

"Gastei R$ 1200 reais votando para ela ganhar. Meu marido até parou de falar comigo. Mas a Emilly me fez voltar a viver, quando vi, lembrei logo da minha filha que morreu. A Maria Clara era abusada que nem ela", contou Luciane, que aguardava ansiosa a vencedora do "BBB" nesta segunda (17) na porta da Delegacia da Mulher, no Rio de Janeiro, prestar depoimento sobre as agressões sofridas por Marcos no programa.

Paulo Belote/Globo/Divulgação
Emilly comemora vitória no "BBB17" Imagem: Paulo Belote/Globo/Divulgação
 

"Quando o Mamão [o participante Ilmar] xingou ela, eu passei mal e fui parar no hospital. Ela foi meu socorro, ela mostrou que a gente pode sobreviver após uma perda", disse a aposentada.

No fim de semana, ela se juntou com outras fãs de Emilly e fez plantão na porta do hotel que a gaúcha está hospedada. "Ela deu ovo de Páscoa e levou água para gente beber. É muito carinhosa", contou.

Enquanto alguns fãs de Emilly torcem para que ela e Marcos se entendam, Luciane quer os dois separados:

"Prefiro que ela fique sozinha e viva a vida dela. O Marcos pegou pesado e quero que ele fique no mundinho dele".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!