Televisão

Duvivier estreia na HBO e diz que excesso de notícias no Brasil é problema

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

05/05/2017 04h00

Gregório Duviver entrará no aquecido universo dos talk-shows brasileiros nesta sexta-feira (5), quando estreia na HBO o “Greg News”. Aos moldes do “Last Week Tonight”, apresentado por John Oliver na HBO americana, o ator e comediante irá comentar os temas quentes do noticiário semanal – um desafio no país em que cada dia traz uma nova delação premiada ou uma nova turbulência vinda de Brasília.

“Talvez seja mais difícil fazer um programa desses na Suíça, um país em que em que o noticiário é mais calmo do que aqui”, afirma em entrevista ao UOL. “Aqui, o noticiário te dá muito material. Mas ao mesmo tempo te dá tanto material que chega a ser um problema. Tem tanta coisa pra falar, a gente não sabe nem por onde começar. É muito difícil falar de tudo, a gente não vai conseguir nunca. Para mim, a parte mais difícil disso tudo está sendo a curadoria. Como escolher, com tanta coisa pra dizer, o que é mais ou menos importante?”

O critério, por enquanto, tem sido priorizar temas atuais que não vão envelhecer rápido, tendo em mente os espectadores que irão assistir ao programa muito tempo depois que ele for ao ar, tanto na HBO GO quanto no YouTube, onde parte dos episódios será disponibilizada. “Se a gente falar de reforma política, daqui a dois meses vai continuar fazendo sentido. Agora, se a gente falar dessa última delação especialmente, as pessoas não vão nem lembrar direito, porque toda semana tem uma nova delação. A gente vai tentar falar da política em um sentido um pouco mais amplo do que da picuinha partidária do momento atual”, conta Duvivier.

Rogerio Resende/HBO/Divulgação
Gregório Duvivier estreia o talk show "Greg News" na HBO Imagem: Rogerio Resende/HBO/Divulgação

Para além da política tradicional, o programa pretende olhar também para outros temas análogos. “Por que os juros são tão altos, por exemplo, ou por que que sistema prisional é tão inflado? Por que não cabe mais ninguém nas prisões, sendo que nós somos o país da impunidade, teoricamente?  A gente vai colocar problemas para onde as pessoas não estão olhando”, diz o agora apresentador, que já havia afirmado que o programa pretende “bater em todos os lados”. “Não vamos poupar ninguém por afinidades ideológicas”.  

O programa será exibido apenas no Brasil, uma vez que a HBO já tem uma versão latina do programa, “Chumel com Chumel Torres”. Mas Duvivier gostaria de poder fazer uma troca com o colega. “O Brasil acaba dialogando pouco com a América hispânica, a gente não sabe nada do que está acontecendo. O Brasil está à parte, parece que a gente não se julga latino. A gente se interessa muito pouco pela politica dos nossos vizinhos. E é tão perto, tem tudo a ver”.

Porta dos Fundos

Com o “Greg News”, Duvivier se tornou o terceiro membro do Porta dos Fundos a ganhar um talk show para chamar de seu, juntando-se a Fábio Porchat e Antonio Tabet, o Kibe Loco, que apresentam, respectivamente, o “Programa do Porchat” (Record) e o “Show do Kibe” (TBS). Mas, mesmo com o sucesso dos  colegas, apresentar um programa do tipo não estava nos planos do ator.

“Nunca tive muita vontade de ter um talk show, já tem uma galera fazendo muito bem. Então, quando surgiu esse formato, falei: 'Isso acho muito desafiador, não estou vendo ninguém fazendo e acho que eu posso fazer legal, porque mistura o trabalho de escrever, de colunista, com o trabalho de ator, de comediante.' E acho que existe um vácuo no Brasil desse assunto, e aí eu não resisti. Mas antes disso, não, gostava de ser espectador”, lembra.

E com a recente venda do canal de humor para a Viacomm, quanto do ator a empresa levou? “Todo, inteiro, meu corpo”, brinca, antes de afirmar que pouco vai mudar com a venda: “O objetivo principal é internacionalizar, crescer pra fora. Aqui vai continuar mais ou menos tudo igual, a diferença é que vão tentar emplacar o modelo do Porta refilmando os esquetes, com outros atores, provavelmente, para fora”.

Ansioso para ver o resultado das refilmagens, Duvivier já sabe quem gostaria de ver em seu lugar em um esquete em espanhol. “Tem o nosso amigo Chumel Torres, que apresenta o programa na HBO. Ia ser engaçado”.

Quanto aos R$ 8 milhões que supostamente teria ganhado com a venda do Porta, o ator desconversa. “Esse valor chutaram. Nem sei da onde tiraram. Mas acho que vou jogar nos cavalos do jockey, está rendendo bem”, diz, bem-humorado. 

"Greg News"
Onde: HBO
Quando: sextas-feiras, às 22h

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo