Famosos

Tais Araújo faz desabafo emocionante: "Filhos não passavam pela cabeça"

Alex Palarea e Anderson Borde/AgNews
Imagem: Alex Palarea e Anderson Borde/AgNews

Colaboração para o UOL

14/05/2017 11h56

Para homenagear o Dia Das Mães, Tais Araújo publicou em seu Instagram neste domingo (14) uma foto em que aparece grávida e legendou com um texto emocionante. No relato, a atriz confessou que não pensava em ter filhos, mas que isso mudou assim que soube que estava esperando João Vicente, hoje com 5 anos - ela também é mãe de Maria Antonia, de 2, ambos de seu casamento com Lázaro Ramos.

“Neste Dia das mães eu quero agradecer meus filhos por ajudarem, a cada dia, ser um pouco mais... mãe. É que não fui criada para ser mãe. Pelo contrário, minha mãe me criou para ser mulher independente, trabalhadora e uma cidadã consciente dos meus direitos e deveres. Nunca sonhei casar como princesa. Curioso que quando eu falava em formar uma família, filhos não passavam pela minha cabeça. Porque pra mim, família é onde existe amor. Até que chegou o dia que eu engravidei do meu filho”, revelou ela.

Tais confessou que, assim que soube da gestação, seus sentimentos de amor pelo filho começaram a crescer. “Não, não foi por acaso. Eu quis e durante um tempo virou quase obsessão. Era a minha razão lutando com uma vontade que eu não sabia de onde vinha. Instinto? Pode ser, mas logo comigo que não acredito que toda mulher veio ao mundo pra ser mãe e que a maternidade é uma escolha? Decidi ser mãe sem fazer ideia do poder de transformação da maternidade”, disse.

Com o primeiro filho, surgiram medos e ansiedade, normais em qualquer mãe de primeira viagem. “Conforme a barriga crescia, minha alegria e meus medos cresciam juntos. Tinha muito medo de tudo: doenças, injustiças, de não saber lidar, educar, me comunicar ou construir uma relação com meu filho. Tinha medo, mas ao mesmo tempo tinha alegria e todo amor do mundo. Era muito confuso. Até o nascimento de meu filho... (...) Percebi também que a vida de mulher independente não me pertencia mais. E o mais surpreendente é que não a queria de volta."

Ao final, Tais declarou seu amor aos filhos. “Meus filhos me fazem querer ser melhor mãe, cidadã, mulher, profissional. E cada vez que chego em casa meu coração dispara, meus olhos enchem d'água. Pois no fundo o que me deixa forte para a batalha do dia a dia é o abraço e o cheiro deles", encerrou.

 

Neste dia das mães eu quero agradecer meus filhos por ajudarem, a cada dia, ser um pouco mais... mãe. É que não fui criada para ser mãe. Pelo contrário, minha mãe me criou para ser mulher independente, trabalhadora e uma cidadã consciente dos meus direitos e deveres. Nunca sonhei casar como princesa. Curioso que quando eu falava em formar uma família, filhos não passavam pela minha cabeça. Porque pra mim, família é onde existe amor. Até que chegou o dia que eu engravidei do meu filho. Não, não foi por acaso. Eu quis e durante um tempo virou quase obsessão. Era a minha razão lutando com uma vontade que eu não sabia de onde vinha. Instinto? Pode ser, mas logo comigo que não acredito que toda mulher veio ao mundo pra ser mãe e que a maternidade é uma escolha? Decidi ser mãe sem fazer ideia do poder de transformação da maternidade. Conforme a barriga crescia, minha alegria e meus medos cresciam juntos. Tinha muito medo de tudo: doenças, injustiças, de não saber lidar, educar, me comunicar ou construir uma relação com meu filho. Tinha medo, mas ao mesmo tempo tinha alegria e todo amor do mundo. Era muito confuso. Até o nascimento de meu filho... Momentos frágeis e de força se alternavam. Naturalmente percebi que tudo o que comecei a fazer era por e para ele. Percebi também que a vida de mulher independente não me pertencia mais. E o mais surpreendente é que não a queria de volta. Não trocaria uma noite mal dormida amamentando por uma noite mal dormida com uma bebida na mão. Meus filhos me fazem querer ser melhor mãe, cidadã, mulher, profissional. E cada vez que chego em casa meu coração dispara, meus olhos enchem d'água. Pois no fundo o que me deixa forte para a batalha do dia a dia é o abraço e o cheiro deles. Então, nesse dia das mães eu quero agradecer meus filhos por me sustentarem com seus sorrisos, lágrimas, abraços, beijos, reclamações, dramas, manhas e... amor. João Vicente e Maria Antônia, obrigada por terem me escolhido pra ser a mãe de vocês.

Uma publicação compartilhada por Tais Araújo (@taisdeverdade)

 

 

em

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo