Topo

TV e Famosos

Perseguidor de Sandra Bullock tinha intenção de agredir sexualmente a atriz

Chris Pizzello/Invision/AP
6.jan.2015 - Sandra Bullock recebe o prêmio de "atriz favorita" no People's Choice Awards 2016 Imagem: Chris Pizzello/Invision/AP

Do UOL, em São Paulo

09/06/2017 20h00

Um homem acusado de perseguir a atriz Sandra Bullock tinha a intenção de agredi-la sexualmente, indicam documentos judiciais obtidos pelo site "The Wrap".

A estrela de Hollywood entrou com uma ordem de restrição nesta sexta-feira (09), na qual indica que Joshua James Corbett carregava um computador "com múltiplas descrições, algumas datadas entre 4 de junho e 7 de junho de 2014, detalhando as suas intenções de me agredir sexualmente". 

O perseguidor foi detido após conseguir entrar na casa de Bullock em 8 de junho de 2014.

Ainda segundo os documentos, Joshua apresenta uma longa ficha criminal e foi classificado como "mentalmente perturbado". Os registros também apontam que o criminoso possui um grande arsenal de armas de fogo "com grande capacidade e potencial para uma destruição em massa".

Segundo Bullock, um "grande barulho" a acordou por volta das 5h30 da manhã e então ouviu uma explosão. Joshua foi diretamente ao quarto dela e "bateu na porta repetidas vezes".

A atriz afirmou que ela sofreu uma "lesão emocional" que inclui medo da própria segurança e a dos familiares. Segundo o site "TMZ", Joshua foi condenado a cinco anos de liberdade condicional pelo ocorrido em 2014.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos